KT revela primeira rede comercial movida a Blockchain

A gigante das telecomunicações planeja aplicar a tecnologia de Blockchain ao 5G e financiar plataformas de energia, bem como construir infraestruturas baseadas no registro distribuído em todo o país.

Publicado em 26 de julho de 2018 por

A gigante das telecomunicações planeja aplicar a tecnologia de Blockchain ao 5G e financiar plataformas de energia, bem como construir infraestruturas baseadas no registro distribuído em todo o país.

A KT, maior operadora de telefonia móvel da Coréia do Sul, divulgou na terça-feira o que chamou de “a primeira rede comercial baseada em Blockchain do mundo” e anunciou seu objetivo de criar a rede mais confiável para usuários individuais e empresas.

Em telecomunicações, a tecnologia de Blockchain pode ser empregada na distribuição e transações de dados eficientes e seguros, assim como acredita Seo Young-il, chefe da KT Blockchain Center, que trabalha há mais de três anos para desenvolver essa rede.

A fim de tornar a rede existente mais segura e transparente, a KT sobrepôs os nós da Blockchain à camada de sua rede comercial de alta velocidade estabelecida em todo o país.

De acordo com a empresa, inúmeros blocos que contêm dados digitais de indivíduos e empresas serão conectados como uma cadeia, que será posteriormente armazenada com segurança e transacionada de forma transparente na rede com menos riscos de invasão.

O desempenho da nova rede de Blockchain pode ser avaliado através do número de transações que a rede pode manipular em segundo.

A rede atual de Blockchain KT é capaz de lidar com 2,5 mil transações por segundo e tem como objetivo atingir 100 mil TPS até o final de 2019.

“O objetivo de aplicar a Blockchain às redes é abordar questões de segurança e transação, tornando as redes atuais mais seguras e confiáveis”, afirmou Seo.

Ele também apresentou uma nova tecnologia que permite aos usuários fazer login na rede alimentada por Blockchain sem ter uma identificação pessoal e senha.

Em vez de usar o endereço IP, cada bloco pode servir como um ID único que não requer verificação adicional de identidade, e evita, dessa forma, riscos de roubo de identidades e senhas.

A utilização da Blockchain pode ser expandida para serviços de roaming de dados por operadoras de telefonia móvel.

A empresa está se preparando para lançar um serviço de roaming de dados com Blockchain com operadoras móveis globais, incluindo a japonesa NTT Docomo. Quando a Blockchain chegarem aos serviços de roaming, as contas serão calculadas em tempo real, e os usuários não sentirão mais suas conexões de internet móvel ficando mais lentas devido às transações de alta velocidade dos blocos de dados.

De acordo com dados do Ministério da Ciência e TIC, o mercado coreano de Blockchain está previsto para expandir de 50 bilhões de won (US$44 milhões) este ano para 1 trilhão de won em 2022.

“Como a internet se tornou a principal tecnologia atual de rede, a Blockchain será uma nova rede de tecnologia fundamental”, apontou Kim Hyung-wook, chefe de planejamento de negócios da plataforma da KT. “A KT contribuirá para ampliar o mercado de Blockchain do país, assumindo a liderança na construção de infraestrutura Blockchain”, completou.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment