Kyobo Life: testa a primeira blockchain para seguros

A Kyobo Life, uma operadora de seguros apoiada pelo governo, experimentará a primeira implementação mundial de tecnologia blockchain para pagamentos de seguros comerciais em Seul este ano.

Publicado em 25 de abril de 2017 por

A Kyobo Life, uma operadora de seguros apoiada pelo governo, experimentará a primeira implementação mundial de tecnologia blockchain para pagamentos de seguros comerciais em Seul este ano. Se bem-sucedido, o recurso aumentará significativamente a conveniência do cliente, especialmente durante o processo para recebimento do seguro mediante reivindicação.

Na semana passada, a empresa de seguros de vida sul-coreana Kyobo, baseada em Seul, foi oficialmente escolhida pelo governo para operar o projeto piloto de blockchain. O projeto visa lançar as bases para a promoção da agenda governamental de uma infraestrutura de Internet das Coisas (IoT).

Publicidade

Publicidade

Conduzido pela Agência Nacional de Informação sob a gestão do Ministério da Ciência, ICT e do Planeamento Futuro da Coreia do Sul, o piloto terá a Kyobo Life trabalhando num consórcio juntamente com a tecnologia blockchain startup ‘theLoop’, o especialista da InsurTech D Lemon e a empresa de serviços de registo médico hospitalar ‘ 1’.

Usando uma combinação de tecnologia blockchain e autenticação IoT, o consórcio está planejando o desenvolvimento e lançamento de serviços que irão pagar somas de dinheiro do seguro para os segurados automaticamente.

Em citação, o MD sênior de inovação da Kyobo Life declarou:

Publicidade

Publicidade

“Este é o primeiro caso em que o setor de seguros está totalmente conectado com a FinTech e introduz um novo serviço. Se o serviço for comercializado no futuro, seremos capazes de fornecer um serviço melhor, utilizando várias tecnologias de FinTech”.

Manutenção de registros em Blockchain

O processo atual de fazer uma reivindicação de seguro médico para pequenas quantias de dinheiro geralmente necessita que o usuário do plano pague a conta do hospital antes de receber a documentação com as custas. Com a documentação em mãos, o detentor do seguro apresenta a documentação comprovativa na seguradora para então obter o dinheiro do seguro.

O sistema exige muito tempo, pois os dados médicos não estão acessíveis em tempo real para a seguradora, devido a medos de que estes sejam corrompidos. Uma plataforma imutável, como a blockchain, poderá proporcionar um aumento na velocidade dos tramites sem que se corra o risco de perda da confiabilidade.

Uma plataforma de blockchain construída entre a seguradora e o hospital aumentará a eficiência deste processo, reduzindo o tempo necessário para os pagamentos. Um funcionário do hospital pode verificar as informações do seguro do segurado através da razão compartilhada com a empresa de seguros. O hospital automaticamente envia a documentação para a seguradora, que então pagaria o dinheiro do seguro para o segurado quase imediatamente.

De acordo com o relatório da empresa, o processo funciona mesmo quando o segurado não cobre o dinheiro do seguro. Como os detalhes do pagamento da taxa médica do hospital e do contrato de seguro são auto autenticados, assim também é o pagamento do seguro para o titular, mesmo que não seja exigido pelo titular em primeiro lugar.

Já um relatório separado, da KoreaTimes, tem uma visão diferente sobre o processo de autenticação. Ele revela que o segurado teria de concordar em enviar a documentação do hospital para a seguradora, antes que este último pague o dinheiro do seguro.

“Todo o processo é concluído em cinco segundos depois que o segurado concorda”, afirma Chung Kyu-shik, gerente sênior da equipe da FinTech da Kyobo Life.

Além disso, a plataforma de blockchain também permitirá que as seguradoras verifiquem se o segurado realmente pagou os custos médicos para o hospital ou se está fingindo uma reivindicação por fazer duas reivindicações com qualquer caso.

O ônus da lembrança de detalhes da política de seguros não será mais uma tarefa dos consumidores, pois assim que hospital acessar a blockchain terá acesso autenticado e seguro a esses detalhes. Um funcionário do hospital pode verificar a apólice de seguro no registro distribuído quando o segurado revela que ele ou ela simplesmente mantém uma política.

A Kyobo Life confirmou o seu plano de assinar acordos com vários hospitais importantes nas áreas metropolitanas e adjacentes de Seul para iniciar o projeto-piloto até ao final de 2017. Para os testes, casos referentes à pequenas quantias de dinheiro, abaixo de US$ 270, serão cobertos.

Em última análise, o operador de seguros planeja expandir comercialmente o sistema de blockchain para grandes hospitais em todo o país para cobrir todos de seus segurados.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment