Liverpool, terra dos Beatles, ganha sua própria moeda digital

Na Liverpool atual o assunto é outro, há cerca de um mês a empresa Colu resolveu expandir seus negócios de Tel Aviv para Liverpool, criando a Liverpool Local Pound (LLP) já tem mais de 3.000 usuários.

Publicado em 3 de fevereiro de 2017 por

Nos anos 60 surgiu em Liverpool a banda de rock que ate hoje é considerada por muitos como a maior do mundo. A banda formada por quatro integrantes trouxe o nome da pequena cidade portuária de Liverpoool para o topo da fama, junto com os Beatles

Na Liverpool atual o assunto é outro, há cerca de um mês a empresa Colu resolveu expandir seus negócios de Tel Aviv para Liverpool, criando a Liverpool Local Pound (LLP) já tem mais de 3.000 usuários.

Publicidade

Publicidade

Contatada pela Independent Liverpool, a Colu, que tinha emitido duas moedas digitais em Israel, decidiu expandir seus negócios ate o noroeste da Inglaterra. A Independent Liverpool é uma organização que conta com varias pequenas empresas da cidade.

De acordo com Amos Meiri, CEO da Colu, as moedas digitais locais não são uma ideia nova, particularmente no Reino Unido, mas com a LLP as coisas serão diferentes.

Ele disse:

“A razão pela qual elas nunca pegaram, e se tornaram algo grande, é porque foram gerenciadas por voluntários sem fins lucrativos, mas nós somos uma startup muito ambiciosa com investidores nos apoiando.”

Também na Inglaterra, a Colu deverá lançar a Camden Pound que, tal qual a LLP, será indexada a Libra com valor equivalente de £ 1.

Qualquer pessoa com acesso a um smartphone e ao aplicativo da Colu pode utilizar a LLP, eles poderão comprar moedas com cartão de credito e efetuar transações e transferências entre contas. Os usuários que estiverem usando o serviço pela primeira vez ganharão 5 LLPs grátis.

A taxa de assinatura mensal será de £ 25

Uma taxa mensal será cobrada dos comerciantes que usarem os serviços, e a empresa pensa em cobrar um valor de 5% sempre que um usuário trocar seus LLPs por Libra.

Espera-se que isso incentive os usuários a gastarem seu dinheiro com fornecedores locais.

Outras moedas digitais

Esta não é a primeira moeda digital a ser lançada no Reino Unido. Além da Libra Local de Liverpool (LLP), existem outras moedas locais tais como a Libra de Bristol e a Libra de Brixton. Há também a Libra de Totnes e a Libra de Lewes.

Longe de se esquivar das moedas digitais, a Inglaterra as abraça, mostrando ao mundo e a comunidade digital que está disposta a acompanhar a nova tecnologia. O fato é que a emissão de moedas digitais locais incentiva o comercio das cidades, fazendo com que seus usuários deem preferencia à prestadores de serviços e fornecedores de sua própria região.

Nesse mesmo passo vemos a Coreia do Sul e o Senegal que estão considerando a possibilidade de criarem suas próprias moedas digitais.

No mês que vem, a operadora sul-coreana de FinTech, Blockchain OS anunciará seus planos para lançar uma moeda digital chamada BOSCoin, que afirma ser uma versão casada do Bitcoin com o Ethereum.

O Senegal também revelou que vai introduzir uma moeda digital nacional baseada na tecnologia blockchain, que terá curso legal ao lado do Franco senegalês, que é a moeda nacional do país.

Bancos lançam moedas digitais

Com bancos, como o Banco da Inglaterra e o Banco do Canadá, lançando suas próprias moedas digitais e o Banco Popular da China (PBOC) concluindo um teste de moeda digital em blockchain, percebemos que as instituições financeiras estão interessadas em introduzir suas próprias moedas digitais.

Assim sendo, vemos mais uma vez a velha história que muitos de vocês apenas viram nos desenhos animados do Pica-Pau: “Se não pode com ele, junte-se a ele”. É assim que as coisas funcionam, países que antes brigavam ou não sabiam o que fazer para impedir o alastramento das criptomoedas, agora às abraçam e, até mesmo, criam as suas próprias. Será que teremos Brasil e Portugal nessa lista em breve?

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment