Em destaque: MaidSafeCoin, Fargocoin e Byteball

Você sabia que o MaidSafeCoin é mais velho do que poderoso Bitcoin? A Crypto escocesa terá 11 anos em fevereiro. Ela teve um desempenho memorável em 2016.

Publicado em 23 de janeiro de 2017 por

Você sabia que o MaidSafeCoin é mais velho do que poderoso Bitcoin? A Crypto escocesa terá 11 anos em fevereiro. Francamente, seu desempenho em 2016 foi algo memorável. A moeda digital consciente da segurança fez uma indicação forte quando invadiu os 10 lugares superiores no CoinMarketCap, no último quarto do ano, que tinha em seus últimos 10 lugares recursos digitais como NEM, Augur e até mesmo a Steem.

Nick Lambert, diretor de operações da MaidSafeCoin, atribui seu notável sucesso às mudanças na equipe técnica e como elas funcionam. Antes de 2015, 10 por cento de seus colaboradores eram de fora da Escócia, mas em 2016 esse numero mudou para 75 por cento.

Publicidade

Publicidade

“Estamos descentralizando nossa base de desenvolvedores para recrutar em todo o mundo e fomos capazes de obter um calibre muito melhor de desenvolvedores”, revelou Lambert.

Enquanto o preço do Bitcoin está flutuando, as Altcoins tem tempo para melhorar seu valor.

O foco inicial da MaidSafeCoin em 2017 é permitir que pessoas sem conhecimento técnico usem tecnologia de criptografia como o PGP, e administrem seus próprios servidores, se anonimizem, e assim por diante, para garantir que seus dados estejam seguros e confidenciais.

Lambert também mencionou o desenvolvimento de uma carteira móvel, mas quando perguntado se a comunidade crypto deve esperar uma carteira móvel MaidSafeCoin em 2017, ele se recusou a assumir um compromisso. É claro que o foco tem sido na carteira de desktop para nos certificar de tudo funciona com precisão.

Ele diz:

“Estamos agora mudando nossa API para que possamos atender as pessoas para rodar em dispositivos móveis que são sempre essenciais. A maioria da África funciona em Smartphones e nós necessitamos nos adaptar a todos aqueles mercados.”

Enquanto o Chief Operating Officer da MaidSafeCoin concorda que seu foco principal é a segurança, no entanto, ele discorda de que sua cripto é a mais segura, mas que esta nos escalões das mais seguras. “Tudo o que fazemos em torno da rede está focado na segurança. A MaidSafeCoin está esperançosa que será uma das mais seguras “, assegurou Lambert.

A empresa vê o sub-financiamento e a falta de desenvolvedores suficientes como o problema mais premente. Mas o COO não pensa que haverá um ICO mais cedo ou mais tarde.

Fargocoin e Byteball adicionados ao CoinMarketCap

farg

A CoinMarketCap acrescentou duas Cryptos algumas semanas antes do termino de 2016 que merecem menção. A Fargocoin e a Byteball têm algo novo e único para enriquecer o ecossistema. Eles merecem nossa atenção e recursos.

Com sua plataforma Blockchain única, projetada para aumentar a segurança da rede e melhorar as limitações e funcionalidades de criptocorrências iniciais, como o Bitcoin, o conceito de prova de participação (PoS) da Fargocoin permite a mineração sem poder de hash maciço.

Um porta-voz da Fargocoin disse:

“A Prova de Participação é a melhor solução alternativa para o sistema original de Prova de Trabalho, que a Bitcoin foi pioneiro. Uma prova de sistema de participação proporciona maior proteção contra um ataque malicioso na rede”.

A empresa da Crypto afirma que a Prova de Participação consome menos energia, e é vista como uma forma mais ecológica de executar uma rede de criptocorrência. Na verdade, o conceito de não gastar nenhuma eletricidade, cria um incentivo para todos manterem suas carteiras funcionando 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Tony Churyumoff, CEO da Byteball, acredita que eles estão a bordo com uma série de diferenças técnicas, que são importantes, mas, sobretudo a facilidade de uso, que é comumente negligenciada no mercado de criptografia. No momento do arquivamento deste relatório, a Byte estava no número 26 da CoinMarketCap, tornando o ativo digital algo interessante com este feito impressionante, uma vez que a Byte apenas foi listada há menos de dois meses.

Para expandir além dos estreitos nichos que a indústria atualmente ocupa há a necessidade de experiências de usuários que atraiam usuários comuns que não são especialistas em criptografia. A Byteball torna os pagamentos mais fáceis com uma comunicação integrada fazendo a maioria das interações na carteira de Byteball conversacional.

byteball_02

Churyumuff revelou:

“Nós temos um bate-papo interno que permite aos usuários realizarem tarefas muito rápido e com uma interface leve de pagamentos que podem ser feitos em dois cliques. “

A plataforma descentralizada de criptografia para pagamentos dá aos usuários o grau de controle que nunca tiveram antes. Ele permite ser conectado a pagamentos de eventos que acontecem no mundo real, e isso é conseguido através de contratos inteligentes que são legíveis ao usuário, fáceis de entender e não precisam confiar em um desenvolvedor.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment