Maioria dos mineradores apoia versão de BCH promovida por Wright

No dia 15 de maio, foi minerado o bloco de número 530.356 na rede Bitcoin Cash, e dentro dele ocorreu o fork, que resultou no aumento anteriormente anunciado de 8 para 32 MB.

Publicado em 12 de novembro de 2018 por

De acordo com dados do serviço analítico CoinDance, na véspera do hardfork do Bitcoin Cash, programado para dia 15 de novembro, a maioria dos mineradores apoia a implementação alternativa do BCH, o Bitcoin SV.

No total, 64% das capacidades de hash são direcionadas à versão Bitcoin SV, promovida por Craig Wright, enquanto que apenas 18% do hashate atual serve à implementação tradicional do BCH, o chamado Bitcoin ABC.

O diagrama abaixo mostra que as pools CoinGeek, SVPool, BMG Pool, okminer e mempool, que poiam o Bitcoin SV, têm uma participação muito significativa no total hashrate do Bitcoin Cash (mais de 70%).

 Dados fornecidos por: CoinDance

O Bitcoin SV 0.1.0, como estão convencidos os representantes da nChain, é a realização da “verdadeira visão” de Satoshi Nakamoto, que descreveu o Bitcoin como dinheiro eletrônico. Dentre as principais características técnicas deste cliente, pode-se citar o aumento do limite do tamanho do bloco de 32MB para 128MB, bem como a implementação de quatro opcodes de Satoshi: OP_MUL, OP_INVERT, OP_LSHIFT e OP_RSHIFT.

Vale notar que os clientes Bitcoin ABC e Bitcoin SV são incompatíveis. Consequentemente, no dia 15 de novembro, o Bitcoin Cash provavelmente se dividirá em duas cadeias concorrentes.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment