Mario Draghi: bancos não estão interessados ​​em criptomoedas

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, afirmou que o regulador está estudando os riscos potenciais que as moedas criptográficas representam para a estabilidade financeira do setor bancário.

Publicado em 7 de Fevereiro de 2018 por

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, afirmou que o regulador está estudando os riscos potenciais que as moedas criptográficas representam para a estabilidade financeira do setor bancário. No entanto, de acordo com o BCE, os bancos não estão interessados ​​em investir em criptomoedas. Isso foi relatado pela Reuters.

“Os bancos em nossa jurisdição não gerenciam as carteiras de criptomoedas de forma contínua. De fato, as instituições de crédito mostram um interesse retido em ativos digitais como o Bitcoin”, enfatizou Draghi ao falar no Parlamento Europeu.

Publicidade

Publicidade

Devido à falta de regulamentação, quadro legal e de fiscalização da indústria de criptografia, as moedas digitais são “ativos de alto risco”. De acordo com Draghi, os bancos devem ter isso em conta ao incluir moedas criptográficas em suas carteiras de investimentos.

Lembre-se de que, anteriormente Mario Draghi questionou a maturidade da indústria e sua prontidão para a regulamentação governamental.

Vale ressaltar também que o presidente do BCE está convencido de que as inovações financeiras e tecnológicas devem ser observadas de perto pelos órgãos reguladores no contexto de potenciais riscos.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment