Outro ciclo de altcoins parece começar, enquanto a dominância do Bitcoin (BTC) em termos de capitalização de mercado caiu para 38,8% depois de permanecer acima de 43% por semanas. À medida que as altcoins se estabilizam e começam a crescer, um novo ciclo de negociações tem início. Ao mesmo tempo, os traders estão ainda mais confiantes de que os preços explodirão em maio, assim como previsto.

2017 te se mostrado um ano bastante frutífero para o mercado do Bitcoin e das Altcoins, um novo impulso elevou o teto global de investimento para a casa de US$ 28 bilhões de dólares, um recorde histórico para o mercado.

No dia 2 de abril, um domingo não tão ensolarado – ao menos em Curitiba – o mercado das Altcoins atingiu um volume memorável, histórico, algo em torno de US$ 27,9 bilhões. O Bitcoin permaneceu no topo das negociações, mas a surpresa mesmo veio por conta das Altcoins que vieram a somar números grandes ao do Bitcoin, gerando um volume de negociação que excedeu US$ 860 milhões em um período de 24 horas.

As Altcoins

O Litecoin chegou abalando e conseguiu seu maior aumento de preço, dobrando seu valor num período de 5 dias. O Ripple outra grande surpresa depois de passar 2 anos empacado, tendo uma subida meteórica em seus preços, chegando a um acumulado de 350% sobre seu valor, escalando para além de US$ 800 milhões na capitalização total de mercado.

Juntando esse valores do Ripple, do Litecoin ao do Dash e Ethereum, o mercado de Altcoins combinado ultrapassou o volume dos US$ 10 bilhões pela primeira vez no fim de semana.

O Bitcoin continua sendo Hors Concours, com seu domínio no mercado global ainda indiscutível, porem sua influencia teve uma queda e atingiu sua maior baixa de todos os tempos, com as Altcoins sendo prestigiadas pelo mercado.

A participação global do Bitcoin no valor total do mercado de criptocorrência caiu para 65% pela primeira vez no domingo. As incertezas do debate de escalabilidade em curso resultaram em queda no valor do Bitcoin abaixo de US$ 1.000 após meados de março.

Mas a Primeira criptomoeda logo se recuperou, talvez também por influencia da lei japonesa que declarou que a moeda é uma forma de pagamento legal no país, elevando sua confiabilidade.

No total, o valor do mercado combinado de criptocorrência ganhou cerca de 350% em relação ao mês passado, ressaltando o notável aumento no interesse dos adotantes e investidores em criptocorrências.

Opinião

Talvez a SEC tenha feito um favor ao Bitcoin negando o ETF, quem precisa de mais um titulo legalizado do qual serão extraídos uma grande soma em impostos? A ETF fez seu papel, trouxe visibilidade ao Bitcoin de forma global, e mostrou a muitos investidores que ele pode gerar lucros, que não serão em sociedade com o governo.

Esses lucros podem vir de sua capacidade de investir seu dinheiro em algo novo e livre, o mercado das Alts é exatamente isso, livre do poder acachapante do governo.

A visão de um mercado livre é um dos principais fatores que leva ao aumento no volume de negociação, negociantes cansados dos autos impostos veem nas alts um caminho mais suave de investimento.