O mercado de criptomoedas tem visto dias difíceis nessas ultimas semanas, onde o vermelho predomina o cenário. Exceto por alguns pequenos pontinhos verdes aqui e ali, a cor predominante do momento é o vermelho,  Ethereum, Bitcoin, Zcash e Litecoin, quatro dos valores mais importantes dentro do ecossistema das criptos, estão em queda há várias semanas.

Nesta quarta-feira, a Bloomberg informou que enquanto “um número crescente de empresas criptomonetárias lutam por financiamento”. No atual mercado de baixa, os negócios focados em empréstimos de criptomoedas parecem estar “prosperando” ao invés de sofrer.

As empresas de empréstimo que se concentram principalmente nas necessidades de HODLers individuais (que podem precisar de um empréstimo, por exemplo, para comprar um carro ou pagar impostos), como Salt Lending, permitem que você pegue empréstimos em moedas fiduciárias (geralmente USD) ou em stablecoins garantidas por fiat usando suas criptomoedas como garantia, enquanto outros, como Genesis Capital, que se concentram principalmente em empréstimos institucionais, podem, ao contrário, emprestar criptomoedas (com garantias em fiat).

O relatório da Bloomberg diz que esses credores estão dizendo que “eles estão encontrando uma forte demanda de mutuários que não querem vender suas moedas virtuais a preços baixos, assim como de grandes investidores ansiosos por pegar moedas emprestados para venda a descoberto”. Aqui estão três exemplos:

  • “A BlockFi diz que suas receitas e sua base de clientes cresceram 10 vezes desde junho, quando o Galaxy Digital Ventures de Michael Novogratz investiu US $ 52,5 milhões no negócio.”
  • “A Aave, que é dona do mercado on-line de empréstimos criptomonetários ETHLend, acaba de abrir um escritório em Londres e planeja entrar no mercado dos EUA em breve, se aproximando aos poucos da lucratividade “.
  • “A Salt Lending, que já emprega 80 pessoas, disse que todo mês está contratando mais à medida que sua receita aumenta.”

A Bloomberg diz que, inicialmente, as startups de empréstimos criptomonetários, a maioria das quais supostamente foram lançadas em 2017, estavam “oferecendo aos entusiastas uma maneira de pegar dinheiro emprestado sem ter que vender seus estoques de Bitcoin ou outros ativos criptomonetários que eles acreditavam que aumentariam no preço ainda mais”. Mas quando “os preços caíram em 2018”, eles “se adaptaram a novos papéis e continuaram a florescer”, e esse tipo de negócio criptomonetário pode, na verdade, “se sair ainda melhor em tempos ruins do que bons”.

Em uma entrevista por telefone, Michael Moro, o CEO da Genesis Capital, disse à Bloomberg o seguinte:

“O mercado de baixa certamente ajudou ou pelo menos alimentou o crescimento… Temos sido lucrativos desde o primeiro dia… Certamente provamos que há demanda de mercado, que há adequação do produto e que era hora de investir ainda mais neste lado do negócio”.

Moro disse ainda que a Genesis Capital “já emitiu US$ 700 milhões em empréstimos” e que atualmente possui “cerca de US$ 140 milhões em empréstimos abertos com duração média de seis semanas”. Aparentemente, a Genesis está planejando “mais do que dobrar sua equipe no próximo ano, chegando a 12 pessoas, e está crescendo em regiões como a Ásia”.

Os termos do empréstimo são:

  • “O tamanho mínimo do empréstimo é de US$ 100.000”
  • “Durações fixas de duas semanas a seis meses”
  • “Garantias em USD são aceitas para empréstimos”

A Bloomberg diz que a Genesis “normalmente exige que os clientes depositem cerca de US $ 1,2 milhão em fiat para tirar US $ 1 milhão em criptomoedas”, e que se uma instituição desejar pegar, por exemplo, Bitcoin emprestado, seria cobrada “uma taxa anual entre 10% e 12 por cento”.

De acordo com a Bloomberg:

  • As empresas que aceitam criptomoedas como garantia para empréstimos em dinheiro fiduciário “geralmente exigem amortecedores muito maiores para garantir que não sejam prejudicadas pela queda dos preços”. Por exemplo, Zac Prince, CEO da BlockFi, disse que sua empresa “normalmente exige que os clientes depositem US $ 10 mil em moedas digitais para retirar US $ 5 mil em fiat”.
  • Quando o preço da garantia criptomonetária cai, “os clientes enfrentam chamadas de margem, geralmente começando com um aviso de que suas posições podem ser vendidas em breve”. No caso da BlockFi, “as chamadas de margem são acionadas se o preço da garantia criptomonetária cair de 35 a 60% desde o momento em que o empréstimo foi concedido”, e aproximadamente “20% dos empréstimos de startups enfrentaram chamadas de margem no ano passado”.

A BlockFi diz que o que acontece se o valor de seus ativos criptomonetários mudar significativamente durante o prazo de um ano previsto para o empréstimo é o seguinte:

“Se o valor de suas moedas aumentar significativamente, elas serão mantidas em armazenamento até que o empréstimo seja pago. Se suas moedas diminuírem significativamente, isso acionará um evento desencadeador e você terá que adicionar mais garantias à sua conta para manter um LTV mínimo. Você pode usar o valor de seus ativos criptomonetários armazenados com a BlockFi para fazer pagamentos principais e juros a qualquer momento. Planejamos adicionar a capacidade de retirar mais fundos em USD no caso de valorização do preço ao longo do tempo”.

E aqui está como BlockFi define um evento que funciona como gatilho:

“Um evento gatilho acontece quando o valor de sua garantia cai e, portanto, aumenta o LTV de seu empréstimo. O primeiro evento desencadeador ocorre a um LTV de 70%, o que exigiria uma queda de 50% em relação ao preço de início do empréstimo. A partir desse momento, você tem 72 horas para agir, colocando garantias adicionais ou pagando o saldo do empréstimo. Nós o manteremos informado se o seu LTV começar a se aproximar da marca de 70%, para que você possa agir de forma preventiva”.

Uma das clientes contentes da BlockFi é Angela Ceresnie, CEO da Climb Credit. Ela diz:

“A capacidade de obter liquidez sobre minhas posses significativas em Bitcoin e em Ethereum sem ter que vendê-las é algo que eu estava procurando há muito tempo e finalmente encontrei na BlockFi. Para titulares de longo prazo como eu, só os benefícios fiscais já tornam a proposta de valor irresistível”.