Mercado criptomonetário da Coréia do Sul pode ser reconhecido como indústria separada

O Ministro das Finanças da Coréia do Sul, Kim Dong-yeon, respondendo a pergunta de um dos legisladores sobre a futura regulamentação da indústria de criptomoedas, enfatizou que as autoridades não pretendem proibir nem exercer qualquer pressão sobre o mercado das moedas digitais.

Publicado em 6 de julho de 2018 por

O governo sul-coreano pode reconhecer o mercado de moedas digitais como uma indústria separada e designar empresas de criptomoedas como instituições financeiras regulamentadas. Isto foi relatado pelo famoso comentarista, Joseph Young, no Twitter dele, com referência ao portal local BChain.

Em particular, a divisão das empresas criptomonetárias em várias categorias está planejada: jogos on-line baseados em Blockchain, plataformas para criação de aplicativos descentralizados e softwares para processamento de tarefas especializadas dentro da Blockchain.

A classificação correspondente será preparada até o final do mês.

Por sua vez, as corretoras criptomonetárias, atualmente classificadas como “fornecedores de comunicação”, podem receber o status de “corretores de ativos digitais”.

Ressaltamos que no final de junho, a Comissão de Serviços Financeiros da Coréia do Sul (FSC) enrijeceu as regras para combater a lavagem de dinheiro com respeito às corretoras de criptomoedas. De acordo com as novas alterações, os bancos que servem as corretoras são obrigados a controlar o movimento tanto dos fundos nas contas dos traders quanto dos próprios ativos das plataformas criptomonetárias.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment