Microsoft e Accenture entraram no consórcio digital

A Microsoft Corporation e a empresa de consultoria Accenture entraram em um novo consórcio, cuja principal atividade será buscar soluções conjuntas no campo da identificação digital.

Publicado em 7 de junho de 2017 por

A Microsoft Corporation e a empresa de consultoria Accenture entraram em um novo consórcio, cuja principal atividade será buscar soluções conjuntas no campo da identificação digital. Isso foi relatado pela revista digital ForkLog.

A nova associação foi denominada Fundação de Identidade Descentralizada (DIF), e uma série de startups conhecidas na indústria de blockchain, incluindo Blockstack, Civic, Gem, IDEO, Netki e Tierion se juntaram às fileiras, enquanto ainda estão tentando ocupar seu espaço.

As áreas de trabalho conjunto dos membros do consórcio incluem garantir a compatibilidade de identificadores entre diferentes sistemas de blockchains, dados de atestados e reputação, através dos quais é possível verificar informações, bem como métodos de proteção de identidade baseados em Blockchain.

“O desafio é tornar nossa contribuição para as tecnologias comuns a certas áreas e ainda ter a oportunidade de realizar nossas atividades principais. Tome, por exemplo, as soluções Civic. Se as pessoas criam a identificação digital no Civic, e tudo funciona apenas na Plataforma Civic, então, qual é o objetivo?” diz o CEO da Tierion, Wayne Vaughan.

É por isso que, segundo ele, uma nova geração de empresas blockchain precisa de cooperação, pelo menos em aspectos-chave da arquitetura.

“A concorrência real não está entre nós, mas com empresas como Facebook, Apple e Twitter. Eles controlam todas as nossas informações de identificação”, acrescentou o chefe da Tierion.

Publicidade

O objetivo em longo prazo do projeto deve ser a criação de ferramentas que permitirão a diferentes organizações validar informações de natureza diferente. Por exemplo, as instituições educacionais poderão receber a confirmação de que uma pessoa em particular realmente atendeu a certo curso ou estudou em determinado lugar.

Outro resultado pode ser que tais sistemas levem à aparência de novos tipos de identificação, cujo conceito ainda não foi formado. Por exemplo, uma vez que os aplicativos de blockchain comercial para a Internet das Coisas começaram a aparecer, muitos representantes da indústria estão cada vez mais pensando em pagamentos entre máquinas, e esta é a área onde novas formas de identificação podem ser usadas.

A possibilidade de participar da Fundação de Identidade Descentralizada também está sendo considerada pela IBM. Anteriormente, um dos participantes do consórcio, a empresa Civic anunciou o lançamento de um sistema global para identificação de dados pessoais.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment