Mídia: em véspera de IPO, potenciais investidores de Bitmain são mal informados

Publicado em 26 de outubro de 2018 por

Alguns potenciais investidores da Bitmain,maior fabricante de equipamentos de mineração, foram enganados pelas notícias sobre a participação da DST Global e da GIC Private Ltd., juntamente com a empresa de capital de risco Sequoia Capital, na rodada de financiamento de Série B. Se a Bitmain divulgou essas informações falsas intencionalmente, a administração da empresa enfrentará responsabilidade criminal e multas muito grandes. Isso foi relatado pela CoinDesk.

Em junho, foi relatado que a divisão chinesa da Sequoia Capital liderou a rodada de financiamento da Série B, durante a qual a Bitmain arrecadou US$400 milhões, e após o que a avaliação de investimento da empresa supostamente subiu para US$12 bilhões. Na época, a mídia local relatou também que a DST Global, uma divisão de risco do Mail.ru Group e a GIC de Singapura também participaram.

Uma fonte que forneceu à mídia chinesa uma cópia da documentação relevante afirmou que a recebeu das mãos de uma pessoa bem ciente dos detalhes da transação, mas não forneceu qualquer evidência de autenticidade.

Logo ficou claro que nem a DST Global nem a GIC haviam investido na Bitmain. Além disso, as notícias, que se originaram do conhecido bate-papo do WeChat, IPO Zao ZhiDao, e falaram sobre o suposto fato de que a empresa conseguiu levantar US$1 bilhão dos gigantes Tencent Holdings e SoftBank Group durante a rodada de financiamento da Série C, também se mostraram falsas.

A fonte da CoinDesk afirma que um dos investidores da Bitmain tomou uma decisão positiva em relação ao financiamento da empresa com base em dados falsos e está considerando a possibilidade de uma ação judicial contra a gigante da mineração. Adicionalmente, um representante de uma empresa de capital de risco de Hong Kong que investiu na Bitmain, ressaltou que durante as negociações, ninguém mencionou a participação da DST Global ou da GIC.

Se, no final, a administração da Bitmain estiver envolvida na disseminação de informações falsas, então isso pode levar à prisão de até sete anos, multa de 1 milhão de dólares de Hong Kong e indenização parcial/total aos investidores.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment