A capitalização de mercado da Coinbase durante a aquisição da startup Earn.com, de acordo com a estimativa interna da empresa, foi de aproximadamente US$8 bilhões, valor cinco vezes superior ao valor das ações da plataforma a partir de agosto de 2017.

A Coinbase, empresa norte-americana de criptomoedas, que recentemente adicionou suporte ao token 0x (ZRX) em suas plataformas de negociação, foi mais uma vez acusada de falta de transparência na listagem de ativos, uma vez que Linda Xie e Jordan Clifford, fundadores da empresa Scalar Capital, que são ex-funcionários da Coinbase, investiram no ZRX durante o estágio de venda de tokens. Isso foi relatado pelo The Block.

Xie é conselheira do projeto 0x e, por coincidência, a esposa do co-fundador do projeto, Will Warren. De acordo com The Block, o consultor da Scalar Capital é um certo Maxim Stepanenko, responsável pelo desenvolvimento de software na Coinbase. O portal afirmou também que este último removeu do Twitter as informações sobre sua conexão com a empresa após a publicação.

Vale ressaltar que Xie, Clifford e Stepanenko em 2017 supostamente estiveram envolvidos no desenvolvimento dos padrões para o procedimento de listagem na Coinbase.

De acordo com o recurso analítico, a Coinbase nega que a Scalar Capital tenha tido qualquer influência na decisão de listar o ZRX. A fonte acrescentou que a empresa não tinha acesso a informações não públicas.

Vale ressaltar que os investidores da Scalar Capital são os sócios da Andreessen Horowitz, Mark Andreessen e Chris Dixon, os cofundadores da Coinbase Brian Armstrong e Fred Ehrsam e o investidor-anjo Elad Gil.