O herdeiro de uma família de banqueiros americanos, empresário e participante da primeira lista das pessoas mais ricas do setor de criptomoedas da Forbes, Matthew Mellon, morreu aos 54 anos em Cancún, no México.

O herdeiro de uma família de banqueiros americanos, empresário e participante da primeira lista das pessoas mais ricas do setor de criptomoedas da Forbes, Matthew Mellon, morreu aos 54 anos em Cancún, no México. Isto foi relatado pela Associated Press com referência aos parentes do empresário.

Recentemente, Matthew Mellon vinha investido bastante em Ripple, razão pela qual entrou na primeira lista de bilionários a ganharem uma fortuna com criptomoedas. O capital criptomonetário de Mellon foi estimado em US$1 bilhão, o que lhe proporcionou a quinta colocação no ranking da Forbes. Ele também atuou como consultor da Ripple Labs.

Como explicado pelo apêndice do jornal New York Post chamado Page Six com referência à declaração dos representantes da família, Mellon morreu em um centro de reabilitação em Cancún, no México. Lá, o empresário americano passou por um programa de reabilitação para viciados em drogas.

O fato de que Matthew Mellon já havia sofrido de dependência de drogas e “lutou contra essa dependência” foi relatado por seus familiares e pelo próprio Mellon em várias entrevistas publicadas desde 2013.

Matthew Mellon foi o herdeiro de Thomas Mellon, fundador da Mellon Financial Corporation. Em 2007, a estrutura se fundiu com o banco mais antigo dos EUA, o Bank of New York. Como resultado, foi formado o holding Bank of New York Mellon. A fortuna acumulada da família Mellon em 2016 foi estimada em US$ 11,5 bilhões.