Negociações anônimas serão consideradas crime na Coréia do Sul

O prefeito da capital da Coréia do Sul, Park Won-soon, anunciou planos de criar uma moeda criptográfica denominada S-Coin, que será utilizada em programas de assistência social urbana.

Publicado em 14 de Janeiro de 2018 por

Autoridades da Coréia do Sul obrigaram todos os comerciantes de criptomoedas a converter contas anônimas digitais em registradas até o final do mês de acordo com as normas da legislação AML/KYC. Bancos também precisarão cumprir o novo sistema. Isto foi relatado pelo Yeonhap.

Como observa o jornal, o sistema de transações financeiras vinculadas ao nome real foi introduzido na Coréia do Sul em 1993. Em 2014, a legislação foi completada: para a implementação de transações financeiras anônimas, existe agora uma pena de até cinco anos de prisão ou uma multa de 50 milhões de wons (US$47 mil).

Na década de 90, os violadores dessa lei recebiam multas de 60% do capital total. Diante disso, dificilmente se espera qualquer tipo de piedade especial em relação à criptografia anônima das autoridades da Coréia do Sul.

Ao mesmo tempo, de acordo com a publicação, o governo está desenvolvendo um mecanismo para taxar transações criptográficas, bem como um sistema de contas digitais registradas e um pré-requisito para que esse mecanismo funcione efetivamente.

No início da semana, autoridades responsáveis ​​pela aplicação da lei examinaram seis bancos fornecedores de contas digitais para verificar o cumprimento da legislação do AML.

O Shinhan Bank tornou-se o primeiro banco a se recusar a introduzir imediatamente um sistema de contas digitais registradas. Outros bancos estavam – presumivelmente – prontos a seguir o exemplo, mas em reunião com funcionários do governo em 13 de janeiro, as instituições financeiras mudaram sua posição e concordaram com a demanda das autoridades.

“Independentemente de o banco fornecer serviços de negociação de ativos criptográficos, o procedimento KYC deve ocorrer”, afirmou um funcionário do governo.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment