Nicolas Colas: cinco regras da negociação de ações, Bitcoins e outra coisa qualquer

Nicolas Colas, principal estrategista do mercado do Grupo Convergex, compartilha seus princípios de negociação bem sucedida e conta o que aprendeu como trader.

Publicado em 12 de dezembro de 2017 por

Nicolas Colas, principal estrategista do mercado do Grupo Convergex, compartilha seus princípios de negociação bem sucedida e conta o que aprendeu como trader.

“O que você sentiu quando fechou esta posição?”

Uma pergunta estranha, mas eu a escutei todas as semanas durante meu primeiro ano no SAC Capital no final da década de 1990. Fui torturado com essa pergunta por Ari Kiev, um psicólogo estabelecido. Ele comunicava regularmente com cada um dos traders tête-à-tête, e para iniciantes como eu, essa era a parte mais difícil do trabalho.

Examinamos todas as posições em que eu negociava e discutimos sobre tudo em pequenos detalhes. Qual foi a minha lógica? Quais foram os catalisadores que deveriam me ajudar? Com quem eu discuti isso?

E a pergunta mais odiada: “Por que você não ganhou mais?”

Na verdade, esta questão é a essência da negociação. Você obtém a maior parte do lucro a partir de um punhado de nomes que são suficientes pegar um jackpot significativo. Você começa a jogar 20 idéias por semana, e uma ou duas delas acabam funcionando de verdade. O truque é reconhecer essas idéias muito cedo, e depois comprar ou vender, desde que tenha força suficiente. O rendimento de outras idéias será zero.

Estou me lembrando disso agora porque recentemente nas conversas sobre Bitcoin com muitas pessoas de Wall Street tinham surgido coisas estranhas: eles não sabem nem se lembram das regras da negociação da velha escola. Talvez a baixa volatilidade dos mercados de ações dos EUA nos últimos cinco anos tenha forçado os comerciantes a esquecer dessas habilidades. Ou talvez eles pensem que criptomoedas são muito diferentes de ações devido à alta volatilidade e outras origens…

Felizmente, tenho a memória de um velho elefante malévolo. Eu me lembro de tudo, incluindo das coisas que deveriam ter sido esquecidas para me tornar mais feliz. Lembro-me dessas sessões com Ari, como se fossem ontem.

Aqui estão as coisas que eu sei sobre a negociação de qualquer coisa, desde Bitcoin até estoques (e todas as coisas entre os dois):

# 1: Respeite a tendência. Ninguém pode ser maior que um mercado. Cedo demais é a mesma coisa que errado. Não aposte na diminuição de novos máximos e não compre em novos mínimos. Não compre ou venda baseando-se apenas na avaliação do preço.

Desculpe pelo clichê, mas eles são 100% corretos: negociação é o reconhecimento de que você não é a pessoa mais inteligente no mercado. Alguém sempre sabe mais do que você – e há uma grande chance de que essa pessoa aja de acordo com o conhecimento que você não possui.

Isto é especialmente verdadeiro para criptomoedas. O mundo delas está cheio de rumores, mas você nunca saberá nada antes dos outros.

# 2: Planeje sua negociação e atue de acordo com o plano. No SAC eu aprendi a anotar tudo que você acha importante antes de começar a negociação. Fatores de aceleração: lucro declarado, gerenciamento operacional de questões atuais, exposições comerciais – tudo estava diante de meus olhos até o menor detalhe. Isso também se aplica a grandes eventos externos que podem afetar o mercado, bem como internos, como recálculos e expiração de opções.

Eis um exemplo relevante: os futuros do Bitcoin que estão prestes a ser lançados. Muitas pessoas dizem que isso será útil aos preços do Bitcoin. Como o Bitcoin está subindo para novos altos agora, parece justo. No entanto, será que essa tendência continuará após o começo da negociação de futuros? Forças completamente diferentes entrarão no jogo. Eu duvido que alguém realmente saiba o que vai acontecer.

# 3: Defina metas, prazos e anote-os antes de fazer sua primeira compra. Parece simples, mas é extremamente útil. Compare os fatores de aceleração esperados com marcos importantes de preço e limites do tempo.

Então, lembrando da pergunta “Por que você não ganhou mais?”: nunca se sabe o quanto você está certo ou errado até que os eventos comecem a acontecer, embora às vezes você realmente entenda tudo corretamente e aumente suas apostas na posição em vez de tirar lucros e seguir em frente. Você estava certo sobre alguma coisa, mas não entendia o quão valiosa seria sua suposição.

Quando grava e planeja tudo, você elimina a influência deformadora da sua memória. Isso ajuda a equilibrar imparcialmente seu “eu” atual com seu “eu” antes das negociações. Estas são duas pessoas diferentes que devem comunicar-se honestamente entre si.

# 4: Nunca transforme uma negociação em um investimento. Bob Dylan disse: “Se algo não é bom, então é ruim”. Pode ser uma pequena posição, mas caso ela perca seu preço, está na hora de se livrar dela. Não estamos falando sobre a gestão dos lucros e perdas, mas sobre como gerenciar seu tempo. Assim que vende algo, você deixa de gastar seu tempo e energia nisso. É possível ganhar mais tempo, mas não mais dinheiro.

# 5: Conheça a si mesmo. Todos têm resistências diferente ao estresse, portanto, não há dois estilos de negociação idênticos. Alguns traders conseguem acompanhar dez posições, maximizar a alavancagem e ser feliz em condições de volatilidade. Já outros – inclusive eu –, gostam de limitar investimentos e sempre ter uma reserva sob a forma de capital não utilizado.

E, finalmente: negociação e investimento são manifestações de como tomamos decisões. Eles expressam nossa personalidade, nossa capacidade de suportar riscos e nossa experiência.

Portanto, quando alguém me perguntar se deveria negociar Bitcoins ou investir neles, a minha primeira resposta será sempre: “Eu não sei… Conte-me sobre você”.

 

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment