Desenvolvedores do Opera adicionaram proteção contra mineiros à versão móvel do popular navegador de web, isso de acordo com um comunicado de imprensa.

Os desenvolvedores do Opera apresentaram uma versão beta do navegador, que contém embutido um bloqueador de mineiros e o NoCoin oculto.

“Com o NoCoin ativado, as páginas com scripts de mineração integrados serão bloqueadas, da mesma forma que mecanismos que bloqueiam anúncios”, afirmou a empresa.

É importante ressaltar que o NoCoin está incluído nas configurações do navegador (entre as funções de bloqueador de anúncios). Por padrão, o “Miner Advocate” está desabilitado. A opção está incluída no Opera 50 Beta RC e deve aparecer em uma versão estável do navegador, que será introduzida em janeiro de 2018.

Nova versão do Opera contará com proteção integrada contra mineiros. BTCSoul.com

De acordo com os desenvolvedores do popular navegador, a criação dessa nova solução foi inspirada no uso generalizado do Coinhive, que utiliza o poder de computação de usuários para minerar criptomoedas – principalmente o Monero.

Note que o Coinhive é o primeiro, mas de modo algum, o único serviço desse tipo. Quase todas as semanas surgem similares na rede serviços.

Vale recordar que, em meados de outubro, engenheiros do Google desenvolveram ferramentas anti-mining para o navegador Chrome.