NS mudará para algoritmo de consenso ambientalmente amigável

A empresa China State Power Grid e a China Southern Power Grid, registraram um roubo de eletricidade na cidade de Fengshun, província de Guangdong. De acordo com o site Bitcoin.com, cabos de alta voltagem estavam ilegalmente conectados ao sótão de uma das casas, onde ficava a fazenda de mineração.

Publicado em 10 de setembro de 2018 por

A plataforma NS, de gerenciamento de energia, será lançada com base no código-fonte da plataforma IZZZIO usando o algoritmo de consenso Limited Confidence Proof-of-Activity (LCPoA), baseado na confirmação do tempo de geração do bloco e no sistema de nós confiaveis (Proof-of-Authority) de Autoridade) para acelerar o trabalho da rede. Isso foi relatado por representantes da empresa.

De acordo com um estudo da Bloomberg New Energy Finance, o consumo de eletricidade para a mineração do Bitcoin no ano passado atingiu 37 gigawatts-hora por dia, o que equivale a aproximadamente 30 reatores nucleares com capacidade de 1,2 gigawatts funcionando no máximo.

A base do algoritmo LCPoA é o princípio da Proof-of-Activity, com uma complexidade significativamente reduzida em comparação à Proof-of-Work, de modo que a solução do problema leva de frações de segundo a alguns minutos. Nesse caso, o número de recursos computacionais necessários para a operação da rede e, correspondentemente, seu consumo de energia, é significativamente menor que a da PoW.

Publicidade

O algoritmo é complementado pela função de Limited Confidence, que implica na existência de um sistema automático de criação de pontos de controle da Blockchain, bem como na verificação do tempo de geração de blocos e conciliação do tempo total da rede. Este sistema bloqueia a possibilidade de reescrever a cadeia de blocos mais antigos do que um determinado limite, o que impede “ataques de 51%” na parte principal da cadeia de blocos, mantendo, dessa forma, um alto nível de segurança.

Segundo Yan Koifmann, o fundador do projeto, a introdução da plataforma no setor de energia reduzirá os preços da eletricidade diminuindo o número de intermediários, como as centrais de energia, os prestadores de serviços de pagamento e as empresas de eletricidade.

“Usando a tecnologia de contratos inteligentes na plataforma NS, os consumidores poderão pagar automaticamente pela eletricidade. Para facilitar as transações em uma rede descentralizada, os pagamentos entre os participantes da plataforma pela eletricidade produzida e consumida serão realizados em tokens criptográficos”, afirmou Koifmann.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment