Cientistas da Universidade da Califórnia em Santa Barbara, da Universidade de Michigan e da Universidade de Stanford desenvolveram um algoritmo de aprendizagem de máquinas ICORATING capaz de detectar ICOs fraudulentas.

Os entusiastas de criptomoedas apresentaram um novo documento técnico de um modelo de compromisso de arrecadar fundos, que é compatível com as normas legais do mercado de ações, as leis tributárias e a esfera dos serviços financeiros nos Estados Unidos.

Os autores do documento, denominado SAFT (Safe Agreement for Future Tokens) são Marco Santori da Cooley LLP e Juan Benet e Jesse Kleiburg da Protocol Labs.

A oferta primária de moedas como forma de atrair investimentos permitiu que muitos projetos ultrapassassem os altos padrões de fundos de capital de risco e muitas pessoas se chamassem orgulhosamente de investidores. Portanto, os criptoanarquistas, que acreditam que qualquer um pode ser um investidor, dificelmente aprovarão o conceito do SAFT.

Marco Santori nega que, como diz um provérbio russo, “um cozinheiro pode governar um estado”, e argumenta que tal opinião é para os idealistas. Ele ressalta que 60-80% do investimento total de US$ 2 bilhões no mercado das ICO’s foi fornecido por investidores credenciados, e é exatamente a eles que Marco sugere comprar contratos de investimento para projetos que exigem financiamento, em troca do acesso aos futuros produtos – os tokens.

A decisão das autoridades chinesas e sul-coreanas de proibir as ICO’s mandou ao mundo das criptomoedas um sinal claro: ou um compromisso ou uma proibição total, o que desatou as mãos dos reguladores no mundo inteiro. Santori acredita que o conceito SAFT satisfaz todas as partes envolvidas no processo de venda de token, incluindo os bancos centrais.

O modelo SAFT permite operar no âmbito das leis existentes e não requer mudanças legislativas para a introdução de novas tecnologias. Dessa forna, os investidores de risco recebem uma almofada de segurança e, para pessoas comuns, apenas o mercado secundário será aberto. Infelizmente, o conceito SAFT não permitirá que ninguém compre o próximo Bitcoin por 30 centavos, no modo de expressão do Santori, mas essa pessoa pode comprá-lo por cerca de US$ 1-2 sem qualquer problema.

O documento técnico dá muita atenção à compatibilidade do modelo SAFT com objetivos políticos, mas também existe considera que existe perigo de um “êxodo em massa” ou fúga de cérebros e empregos para jurisdições mais amigáveis em relação a esse modelo de arrecadar fundos.