O que acontece com seus Bitcoin se a Blockchain se dividir

Durante as duas últimas semanas, a comunidade do Bitcoin discutiu a possibilidade de uma divisão da Blockchain, um hard fork do Bitcoin num futuro próximo.

Publicado em 22 de março de 2017 por

Durante as duas últimas semanas, a comunidade do Bitcoin discutiu a possibilidade de uma divisão da Blockchain, um hard fork do Bitcoin num futuro próximo. Além disso, várias exchanges, ou corretoras e bolsas, e negócios baseados em BTC estão se preparando para tal ocorrência. Algumas das questões que os usuários estão se perguntando são: Se seus Bitcoins estarão seguros e o que eles deveriam fazer no caso de uma divisão da blockchain.

Seus Bitcoins estarão seguros

Primeiramente, o mais importante que os usuários de Bitcoin devem saber é que caso ocorra um hard fork que divida a blockchain, seus BTCs estarão em perfeita segurança.

Publicidade

Publicidade

Durante o ano passado os hard forks ganharam uma reputação ruim por várias razões, mas na verdade, a maioria desses forks é meramente atualização de protocolo. Uma divisão da blockchain ocorre quando não se atinge o consenso absoluto entre os mineiros, e uma parte deles minera um protocolo e o outro prossegue minerando sob o código antigo ou então através de algum outro.

Caso ocorra um hard fork e a rede realmente se divida em duas ou mais partes, não há nada que o usuário possa fazer, exceto aguardar que as coisas se acalmem. Entretanto vale lembrar que na ocorrência de uma divisão da blockchain, imediatamente existirão, ao menos, duas novas blockchains, com dois tipos de ativos, tokens ou moedas, diferentes.

Aqueles que possuem BTC e suas chaves privadas deverão acessar seus ativos nas duas blockchains caso a divisão ocorra. Então, se você mantém seus BTC em uma carteira no local, em seu computador ou telefone, é melhor apenas esperar e ver a novela do fork se desenrolar.

Caso você guarde seu dinheiro em uma exchange de Bitcoin, então é de responsabilidade da corretora em como ela disponibiliza essas duas moedas para seus clientes. As bolsas mais conhecidas da indústria já disseram que darão suporte a ambos os ativos no caso de uma divisão da blockchain.

Guardando seus BTC numa Bolsa

Os usuários devem saber que guardar moedas virtuais em uma corretora não é recomendado nem em tempos sem tempestades como a que vemos agora. Conforme explicado acima, após uma divisão da blockchain, aqueles que guardam seus Bitcoins em uma exchange terão de seguir as regras específicas da plataforma.

Por exemplo, é possível que as corretoras impossibilitem as retiradas por 24 ou 48 horas durante e após o fork. A maioria das exchanges provavelmente irá disponibilizar ambos os ativos para seus clientes após algum tempo, mas os usuários devem saber que haverá um período de espera enquanto as plataformas endereçam o problema.

Em declaração, a Coinbase explica como é o atual plano de contingência da corretora para seus clientes preocupados com um possível hard fork e divisão da blockchain, o que inclui uma pausa nos depósitos e retiradas:

“Garantir a segurança dos fundos de nossos clientes é a maior prioridade. No caso de um hard fork no protocolo do Bitcoin, é provável que a Coinbase suspenda temporariamente os depósitos e retiradas de Bitcoin da plataforma, para que o suporte técnico possa analisar os riscos inerentes impostos por qualquer fork, como a possibilidade de ataques de pagamento duplo, instabilidade da rede ou outros fatores. Os clientes devem estar avisados de que não poderão retirar ou depositar Bitcoin na Coinbase por um período de 24 horas ou mais após o fork. No caso de um hard fork no protocolo do Bitcoin, a Coinbase pode até mesmo suspender a compra ou venda em sua plataforma durante certo período”.

As outras corretoras conhecidas de Bitcoin, que revelaram seu plano de contingência no caso de um hard fork, também listarão ambos os ativos, criando outra conta para seus clientes para o “novo” Bitcoin. Contudo, é seguro dizer que essas exchanges também congelarão os depósitos e retiradas durante uma possível divisão da blockchain do Bitcoin. Os clientes terão de seguir as regras das exchanges que guardam seus fundos e cada empresa possui uma diretiva diferente.

Pessoas que possuem suas chaves

Os usuários que possuem as chaves privadas para seus fundos terão de acessar ambas as cadeias após a ocorrência de uma divisão. Dependendo de onde o usuário guarda seus Bitcoins, ele terá meios para acessar ambos ativos digitais, seja aguardando pelo suporte da carteira que usa ou enviando seus fundos para outra plataforma que suporta ambas as blockchains. Por exemplo, o fabricante da carteira de hardware Ledger explica o que acontece à pessoas que possuem suas chaves privadas usando um dispositivo de carteira fria:

“Primeiro de tudo, é muito importante entender que os usuários de uma carteira de hardware estão em controle de suas chaves privadas. Então, não importa o que aconteça, você sempre terá a possibilidade de exportar suas chaves e usar seus Bitcoins em qualquer software, que esteja rodando qualquer cadeia ou fork. Não importa o que aconteça, você não precisa mover seus fundos antes de um fork, nem precisa arriscar perder acesso a suas moedas para qualquer lado da divisão”.

Esta lógica se aplica para todo e qualquer usuário que use um programa que permite a posse exclusiva de uma chave privada. Não existe risco de perder seus Bitcoins durante um hard fork, e algum tempo depois da divisão da blockchain, os usuários terão acesso a ambas as blockchains.

Controle suas chaves privadas e fique ligado

Os forks são parte integrante de qualquer software de código aberto que atinge certa idade, e muitos acreditam que o Bitcoin experimentará vários deles no futuro. Os usuários sempre devem considerar manter suas chaves privada consigo, para que então eles possam usar seus fundos quando quiserem, ao invés de terem de seguir regras de uma corretora.

Existe muito material disponível online para que as pessoas pesquisem o que acontecerá durante este tipo de evento e muitos negócios baseados em Bitcoin detalharam seus planos no caso de um hard fork. O desenvolvedor do Bitcoin, Gavin Andresen reassegura os usuários em seu blog, dizendo que os que possuem BTC terão seus ativos seguros mesmo na ocorrência de uma divisão da blockchain por um hard fork.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment