Onde vivem o bitcoin e as outras moedas virtuais?

Na Rússia, há uma demanda exponencialmente crescente por especialistas em Blockchain. De acordo com especialistas, uma menção da tecnologia do registro distribuído no currículo é suficiente para aumentar o salário do empregado em 25%.

Publicado em 14 de agosto de 2016 por

Onde vivem o bitcoin e as outras moedas virtuais?

Na blockchain! 

Mas o que é uma blockchain?

 

Publicidade

Publicidade

A blockchain é um livro público de todas as  operações em determinada moeda virtual que já foram executados. Ele está em constante crescimento com novos blocos ‘concluídos’ sendo adicionados a ele juntamente com um novo conjunto de gravações. Os blocos são adicionados à blockchain numa ordem linear, cronológica. Cada nó (computador conectado à rede da moeda virtual estará  usando um “cliente” que realiza a tarefa de validação e afinação das transações) recebe uma cópia da blockchain, que é baixada automaticamente após a adesão à rede. A blockchain tem informações completas sobre os endereços e os seus saldos direto do bloco de génese para o bloco mais recentemente concluído.

A blockchain é vista como a grande inovação tecnológica das moedas virtuais, uma vez que é uma prova de todas as transações na rede. Um bloco é a parte ‘atual’ de uma blockchain que registra algumas ou todas as transações recentes, e uma vez concluído entra na blockchain como base de dados permanente. Cada vez que um bloco é concluído, um novo bloco é gerado. Há um número incontável de tais blocos na blockchain. Como esses blocos são colocados na blockchain? Eles são ligados um ao outro de forma linear adequada, em ordem cronológica, com cada bloco contendo um hash do bloco anterior (como elos numa corrente).

Para usar o sistema bancário convencional como uma analogia, a blockchain é como um histórico cheio de transações bancárias. Operações com moedas virtuais são inseridas cronologicamente na blockchain assim como suas transações são lançadas em seu extrato mensal .

Publicidade

Publicidade

Baseado no protocolo da moeda, o banco de dados blockchain é compartilhado por todos os nós que participam de um sistema. A cópia completa da blockchain tem registros de todas as transações já realizadas. Assim, pode fornecer informações sobre fatos como a quantidade de valor que pertencia um determinado endereço em qualquer  momento no passado.

O tamanho sempre crescente da blockchain é considerado por alguns como um problema devido a questões como armazenamento e sincronização. Em média, a cada 10 minutos um novo bloco é acrescentado à cadeia através da mineração.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment