Ontology (ONT) – um confiável ecossistema de redes da equipe do NEO

Ontology é uma dessas plataformas de Blockchain com crescimento e adoção tão rápidos que é difícil imaginar que as moedas começaram a ser distribuídas apenas em março e que sua versão 1.0 foi lançada no começo de julho.

Publicado em 2 de setembro de 2018 por

Ontology é uma dessas plataformas de Blockchain com crescimento e adoção tão rápidos que é difícil imaginar que as moedas começaram a ser distribuídas apenas em março e que sua versão 1.0 foi lançada no começo de julho. Mesmo nesse curto espaço de tempo, no entanto, rapidamente o ONT atingiu o hall da fama das criptomoedas, alcançando a posição 23 em capitalização de mercado. O sucesso pode ser creditado à OnChain, equipe responsável pelo NEO (criptomoeda mais popular da China), que, juntamente com o Ontology, veio complementar algo que já estava bem consolidado no mercado – o NEO é parecido com o Ethereum, mas com muitas vantagens que fazem com que alguns usuários prefiram usá-lo para Contratos Inteligentes. Primeiramente, é consideravelmente mais fácill construir aplicativos decentralizados no NEO do que no Ethereum, já que o primeiro aceita diversas linguagens de programação. Vale também mencionar a velocidade transações: enquanto no NEO o tempo para confirmar uma transação é de cerca de 6 minutos, no NEO, isso acontece em 15 segundos. De certa forma, ambas as plataformas têm o mesmo propósito, mas o NEO é mais popular na Ásia, enquanto que o Ethereum é mais popular no ocidente. Considerando que o NEO é muito mais recente, isso pode mudar, e talvez seja possível que ele venha a ultrapassar o Ethereum no mundo todo.

Um fato curioso é como os tokens iniciais do Ontology (ONT) foram distribuídos: não houve uma ICO, e sim um airdrop. Isso significa que, para receber as moedas iniciais do Ontology, bastava que o usuário tivesse se inscrito na newsletter deles (na qual mil ONT foram entregues aos assinantes), participado do DevCon, evento da NEO (500 ONT foram distribuídos aos participantes) ou simplesmente possuísse NEO (foi entregue 0.1 ONT para cada NEO na carteira). Quem recebeu um airdrop de presente tão facilmente teve sorte, já que a moeda  valorizou tanto tão repentinamnte. Mais airdrops podem ocorrer no futuro, então, fique atento.

Funcionalidades

Ontology é uma plataforma mais diretamente voltada a soluções corporativas e institucionais e utiliza diversas Blockchains customizáveis para propósitos específicos que interagem entre si. Nesse sentido, ele é um complemento ao NEO – que é uma Blockchain só – e portanto, um ecossistema de redes confiáveis.

A rede principal do Ontology em si possui seu próprio formato de consenso, o Ortorand, capaz de incluir 20 blocos por segundo. No entato, qualquer tipo de sistema pode ser acoplado à essa rede, e esses podem incluir qualquer tipo de forma de consenso.

Assim como o NEO, o principal atrativo ao se construir redes interligadas no Ontology é a verificação de identidades, e é claro, qualquer tipo de aplicativo pode ser construído em torno da rede também.

Um exemplo de aplicação da rede do Ontology pode ser a inclusão de dados e verificação por diversas entidades de um sistema de saúde. Aliás, na China, ela já está sendo usada pra isso.

Mesmo com um sistema único de saúde, no Brasil, cada participante desse desse ecossistema utiliza um sistema diferente. A comunição entre esses diferentes sistemas não é fácil. Primeiro, porque não foram feitos para serem compatíveis entre si. Segundo, porque não possuem um protocolo confiável e infraudável como a Blockchain.

Caso o sistema Ontology fosse aplicado, essas diferentes entidades poderiam se comunicar entre si de forma confiável, mesmo utilizando sistemas diferentes. Aplicativos decentralizados também podem ser facilmente entregues tanto ao usuário final do sistema quanto aos gerenciadores, para facilitar a manutenção. Ao invés de necessitar da entrega de diversos protocolos manuais pelo usuário, por exemplo, verificações telefônicas entre unidades e diversos processos que, além de ineficientes, são passíveis de erro, bastaria que cada sistema estivesse interligado à rede Ontology. Para isso, a própria equipe oferece APIs personalizados e prontos para uso para diversos casos. É fácil ver como isso seria de grande ajuda para todos os participantes do sistema, desde o usuário, como um paciente ou funcionários de um hospital, até toda a equipe por trás do gerenciamento dele. É aí que entra a verificação de identidade – tanto do usuário, é claro, como de todos os participantes do sistema. Qualquer input será adicionado à database de um sistema que se interliga a uma rede principal. Dessa forma, cada um de diferentes hospitais, farmáciais e consultórios de psicológos ou nutricionistas receberia atualização instantânea e personalizada sobre o estado do usuário.

É claro que diversos outros podem se beneficiar da verificação de identidade em rede, como bancos ou seguradoras. Alguns dos ecossistemas corporativos e instucionais que já utilizam Ontology podem ser verificados na página do projeto.

O principal ponto é que cada um dos participantes desse ecossistema tem a garantia de que a informação que está recebendo é imutável e confiável.

Estado atual da moeda

Apesar do boom inicial, a ONT teve uma queda substancial de valor nesse último mês. O lançamento da MainNet, no início de julho, conseguiu manter o valor praticamente estável em um cenário no qual quase todas as altcoins estavam sendo desvalorizadas. A partir do dia 8, no entanto, o valor em relação ao dólar caiu, como é possível observar nesse gráfico, e se estabilizou em um valor muito mais baixo do que estava:

Ontology vs USD no período de mês

Ontology (ONT) – um confiável ecossistema de redes da equipe do NEO. BTCSoul.com

 Fonte: coinmarketcap.com 

Atualmente, a criptomoeda está na posição 31 em capitalização de mercado, caindo diversas posições em pouco tempo.

Em relação ao futuro da ONT, vale considerar que a moeda é gerenciada pela mesma empresa do NEO, a OnChain, plataforma com posição já consolidada no mercado. A aceitação do mercado ou não, além de diversos fatores, impactará na valorização ou desvalorização da criptomoeda. Considerando que ela tem, por trás, uma equipe sólida e e experiente, é possível esperar, no mínimo, um constante investimento no desenvolvimento da plataforma. A não ser, é claro, que a OnChain abandone o projeto.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo é um engenheiro frustrado que, ao decidir investir em criptomoedas e estudar o mercado, decidiu que gostava mais disso que do investimento em si. Já trabalhou como consultor para criptomoedas atualmente no top 100, dApps e publica periodicamente em revistas americanas e, aqui no Brasil, na BTCSoul. Acredita que a adoção geral de uma Smart Economy resolveria boa parte dos problemas do mundo.

Compartilhe!

Leave a Comment