Orvium, ciclos de vida são mais do que importantes

A ciência tem um grande impacto na sociedade e é a força por trás de algumas das mudanças mais revolucionárias da história humana. Graças a inovações tecnológicas e médicas no tratamento de várias doenças, ela é capaz até mesmo de ampliar a duração e melhorar a qualidade de vida dos seres humano

Publicado em 4 de junho de 2018 por

A ciência sempre fez parte da vida dos humanos, mas atualmente, conforme a tecnologia evolui, pode-se dizer que a ciência também, a todo momento origina novos estudos e descobertas.

A startup Orvium acredita na ciência e quer fazer sua parte, criando uma plataforma cientifica diferente de todas, que utilizará a tecnologia de Blockchain para criar o primeiro ecossistema descentralizado e de código aberto para o gerenciamento dos ciclos de vida, dados associados e publicações acadêmicas.

A internet foi um dos principais pilares da evolução tecnológica: com ela, várias portas se abriram, novas descobertas foram feitas, uma infinidade de conhecimento foi conquistada, e claro, grandes passos foram dados – um cientista do Japão atualmente pode facilmente falar com outro cientista do outro lado do mundo, coisa que, em tempos anteriores, certamente não era possível.

Publicidade

Isso, contudo, ainda não é o suficiente para a ciência continuar melhorando a maneira de como vivemos: é preciso mais no que se refere à comunicação e à duração/qualidade de vida. Neste contexto, a Orvium se insere, planejando ser esse algo a mais que é necessário.

A plataforma capacita os cientistas a compartilhar seus estudos, projetos, ideias, dados de pesquisa, e outros, pois acredita que as célebres realizações da ciência foram possíveis graças a muitos fatores – processos bem estruturados, colaboração, e, principalmente, inspiração por pesquisas já existentes – que geraram novas ideias e melhoraram ainda mais os resultados obtidos por pesquisadores anteriores.  

Fica claro: a divulgação do trabalho dos cientistas espalhados pelo mundo faz total diferença no ciclo da ciência. Visando isso, a Orvium preza pela agilidade e integridade das informações. O primeiro passo é a publicação “zero atraso”, onde todos os trabalhos científicos são disponibilizados desde o momento em que são publicados. Além disso, a Orvium disponibiliza uma estrutura colaborativa para qualquer processo que envolva ciclos de vida.

ICO

A plataforma emitiu um total de 379 milhões de tokens, sendo que apenas 60% desses tokens estará disponível para venda, onde cada token OVR será equivalente a US$0,10. O hardcap da startup foi fixado em US$20 milhões. A plataforma aceita as seguintes moedas: BTC/XBT, ETH, USD, CHF, EUR, SGD, DKK, GBP

Para mais informações sobre a ICO, acesse o site oficial do projeto e registre-se! É possível também visitar as redes sociais da startup:

Linkedinhttps://www.linkedin.com/company/orvium

Mediumhttps://medium.com/@orvium

Facebookhttps://www.facebook.com/orvium.io

Twitterhttps://twitter.com/orvium

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment