Ouroboros – Um novo protocolo para blockchain (PoS)

O Ouroboros é um novo protocolo de blockchain de Prova de Participação, ou PoS (Proof-of-stake)que oferece medidas de segurança rigorosas.

Publicado em 19 de junho de 2017 por

O Ouroboros é um novo protocolo de blockchain de Prova de Participação, ou PoS (Proof-of-stake)que oferece medidas de segurança rigorosas. O novo protocolo blockchain estabelece propriedades de segurança que são comparáveis ​​às oferecidas pelo protocolo da blockchain do Bitcoin. De acordo com seus desenvolvedores a Ouroboros implanta um conceito de PoS que é, qualitativamente, mais eficiente do que os protocolos de blockchains que dependem do conceito de Prova de Trabalho (PoW).

Os criadores de Ouroboros mostraram a praticidade de seu protocolo em tempo real através de testes do processamento de transações através da implementação de um protótipo na nuvem da Amazon. Um novo mecanismo foi implantado para garantir que o comportamento honesto seja incentivado, neutralizando com sucesso os ataques de retenção de blocos e mineração egoísta.

Uma visão geral do Ouroboros Blockchain Protocol:

De acordo com seus desenvolvedores, A Ouroboros representa um protocolo de blockchain PoS altamente seguro. É o primeiro protocolo PoS que oferece uma rigorosa análise de segurança. O modelo concentra-se em algumas propriedades que marcam um livro-razão de transações robusto através dos conceitos de “Persistência” e “Vivacidade”:

Persistência significa que, uma vez que um nó na rede informa que uma determinada transação é “estável”, os outros nós na rede, quando consultados e respondendo honestamente, também informarão que a transação em questão é estável. A estabilidade é um predicado que será posteriormente traduzido para um parâmetro de segurança específico, denominado por “k”, que influenciará com certeza qual propriedade é válida, ou seja, se o dito parâmetro for maior do que k, este será bloqueado.

Vivacidade garante que sempre que se uma transação for executada honestamente, ficar disponível por um período de tempo específico para os nós em toda a rede, como por exemplo “X” segundos, ela se tornará uma transação estável.

A combinação da persistência e da vivacidade produz um livro-razão de transações robusto, de modo que as transações executadas honestamente são validadas e tornam-se imutáveis. O modelo Ouroboros é especificamente alterado para promover a dinâmica do conceito PoS.

Publicidade

O protocolo Ouroboros assume que os indivíduos podem criar livremente endereços, enviar e receber pagamentos, e que a participação muda ao longo do tempo, implementando de forma segura um protocolo de lançamento de moeda para fornecer a aleatoriedade necessária durante o processo de eleição.

Isso separa a Ouroboros de soluções passadas que definiam esses valores de forma determinista, com base no estado atual do bloco, ou utilizam uma abordagem coletiva para lançar moedas para introduzir entropia.

Além disso, o sistema negligencia as modificações round-to-round da participação. Alternativamente, um instantâneo de todas as partes interessadas é tomado em intervalos de tempo regulares conhecidos como “epochs”. Durante esse intervalo, ocorre um processo computacional multipartidário que utiliza a blockchain como canal de transmissão.

Dentro do contexto de cada epoch, um grupo de partes interessadas selecionadas aleatoriamente formará um comitê que executará o protocolo de lançamento de moeda. O resultado do protocolo determinará o próximo grupo de partes interessadas que executará o protocolo e também os resultados das eleições dos líderes para essa epoch específica.

O protocolo fornece um grupo de argumentos formais que garantem que nenhum adversário possa violar a vivacidade e persistência do mesmo. Esses pressupostos plausíveis garantem a segurança do protocolo através dos seguintes requisitos:

1- A rede da blockchain é altamente sincronizada;

2- A maioria das partes interessadas selecionadas estará disponível, sempre que necessário, para contribuir com o poder de computação requisitado durante cada epoch. As partes interessadas não ficarão offline por períodos de tempo relativamente longos;

3- No cerne dos argumentos de segurança do protocolo encontra-se um argumento probabilístico que representa uma noção combinatória, de “cadeias forjáveis”, que foi formulada, comprovada e verificada experimentalmente.

Conclusão

Publicidade

Aparentemente, jargões técnicos a parte, o protocolo Ouroboros parece ter uma proposta interessante para o ecossistema Blockchain. Agora restas saber se seus desenvolvedores e criadores realmente conseguiram repassá-lo adiante.

Contudo, até o momento, nenhum sistema de blockchain se mostrou mais confiável do que a Prova de Trabalho, uma vez que o próprio Bitcoin o utiliza sem maiores problemas há quase dez anos. Assim sendo, parece um pouco de presunção dizer que seu sistema é melhor e mais seguro do que o PoW, apenas vendo pra crer.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment