Entendendo a Análise Gráfica: Padrões gráficos – Triângulos

Nesse segundo artigo sobre análise gráfica, falaremos sobre alguns dos conceitos mais básicos e mais importantes dessa metodologia: suporte e resistência. Compreender o que são, como funcionam e as formas de usar esses princípios é fundamental para as tomadas decisão no mercado.

Publicado em 6 de Maio de 2018 por

Triângulo ascendente

O Triângulo ascendente ou de alta é formado por, pelo menos, dois topos na mesma faixa de preço e dois fundos ascendentes. Esse padrão representa o momento em que o preço está sendo consolidado.

Como é possível perceber no gráfico abaixo, na região dos topos, é traçada uma linha horizontal ligando pelo menos dois topos. Essa linha pode exercer a função de resistência. Na parte de baixo, é traçada da esquerda para a direita uma linha diagonal que liga, no mínimo, dois fundos ascendentes. Essa linha funciona como suporte desse período.

Padrões gráficos – Triângulos. BTCSoul.com

Características mais relevantes do triângulo ascendente

O triângulo ascendente revela um contexto de alta, pois é formado por movimentos onde há maior pressão de demanda – no momento em que os compradores estão pressionando os preços na linha horizontal. Dessa maneira, é mais provável que haja um rompimento da resistência. Esse é um bom momento para entrada;

Outra característica muito interessante do triângulo ascendente é a projeção da figura. A projeção da figura é, de maneira bem simples, o objetivo de alta que o preço pode atingir ao romper a resistência.

Para calcular essa projeção, é preciso pegar a base do triângulo e projetá-la para cima assim que a resistência for rompida. Assim, será possível ter uma ideia de quão longe o movimento poderá chegar.

Padrões gráficos – Triângulos. BTCSoul.com

Como no exemplo acima, supondo que o valor da resistência seja de R$40, o valor mínimo do primeiro foi de R$35, logo, a altura da base desse triângulo é igual a R$5. Tendo feito isso, basta jogar esse valor para cima após o rompimento da resistência. Assim a projeção para esse ativo é de R$45.

Triângulo simétrico

O triângulo simétrico representa graficamente um período de consolidação ou congestão dos preços. Esse padrão é formado por pelo menos dois topos descendentes e dois fundos ascendentes.

Como exemplificado no gráfico a seguir, no gráfico simétrico, os topos são ligados por uma linha diagonal declinante traçada da esquerda para a direita. Essa linha funciona como resistência. Já os fundos são ligados por uma linha diagonal ascendente partindo da esquerda para a direita. Essa linha representa o suporte.

Padrões gráficos – Triângulos. BTCSoul.com

Características do triângulo simétrico

A primeira característica interessante desse padrão gráfico é que ao romper o suporte ou a resistência, o preço tende a seguir a direção da tendência imediatamente anterior à formação da figura.

Padrões gráficos – Triângulos. BTCSoul.com

No gráfico acima, a tendência é de que haja um rompimento da resistência, uma vez que o movimento anterior ao início do triângulo foi de alta. Em outro cenário, caso a tendência antecedente à figura fosse de baixa, a probabilidade maior seria de rompimento do suporte, dando continuidade à tendência anterior.

Outra característica interessante do triângulo simétrico é a projeção dos preços. Nesse caso, a projeção pode ser calculada de modo muito semelhante ao modo como se calcula a projeção no triângulo ascendente.

Basta pegar a altura do triângulo formado pelo topo mais alto e fundo mais baixo e projetá-lo após o rompimento da linha que foi rompida – para cima se a resistência foi rompida e para baixo se o suporte foi rompido. 

Padrões gráficos – Triângulos. BTCSoul.com

Como no exemplo do gráfico anterior, supondo que a máxima do topo mais alto é igual a R$20, enquanto a mínima do fundo mais baixo é R$10, assim, a altura entre a máxima e a mínima é igual a R$10. Agora, supondo que seguindo a tendência anterior à formação da figura, houve um rompimento da resistência em R$15, nesse cenário, a projeção é de R$25.

Triângulo descendente

O triângulo descendente é uma figura baixista de consolidação de preço de um ativo formada por no mínimo dois fundos de mesma faixa de preço e dois topos decadentes.

Para montar o triângulo descendente, é necessário apenas traçar uma linha horizontal partindo da esquerda para a direita ligando os fundos – essa linha será o suporte da figura. E depois traçar outra linha, agora diagonal declinante, partindo da esquerda para a direita, ligando os topos descendentes – essa linha será a resistência da figura. Após fazer isso, será possível ver a formação do triângulo descendente como segue no gráfico.

Padrões gráficos – Triângulos. BTCSoul.com

Características do triângulo descendente

O triângulo descendente é uma figura baixista, onde os vendedores estão no controle da situação uma vez que a oferta pressiona os preços na linha horizontal, gerando uma maior possibilidade de rompimento do suporte.

Outra importante característica diz respeito à projeção da figura, nesse caso de baixa. Analogamente aos outros triângulos, para calcular a projeção, é necessário calcular a altura da base do triângulo, só que nesse caso, ao contrário do triângulo ascendente, a projeção deve ocorrer para baixo logo após o rompimento do suporte.  

Padrões gráficos – Triângulos. BTCSoul.com

Como no exemplo, considerando que o valor do suporte é igual a R$15 enquanto a resistência no topo mais alto do triângulo é de R$20, a altura da base do triângulo é R$5. Projetando para baixo esse valor, tem-se como valor esperado R$10.

Esse artigo foi escrito pela economista Gabriele de Souza Couto

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment