paragon pump

Disparadas súbitas de preços não são raras entre as criptomoedas. No entanto, alguns casos se destacam, e o mais recente é o Paragon Coin. A criptomoeda fez ganhos inacreditáveis hoje, começando o ano sob a luz dos holofotes.

O Paragon ganhou 9.690 por cento em 24 horas, subindo para US$ 10 hoje, em comparação com 10 centavos um dia antes. Essa subida aconteceu no meio de um mercado repleto de movimentos lentos, o que a torna ainda mais espetacular.

Paragon é um projeto criptomonetário e de blockchain que se concentra exclusivamente na indústria de cannabis. O projeto usa a Paragon Coin para facilitar os pagamentos, bem como para transferências de fundos dentro da rede. A empresa também opera um espaço de trabalho conjunto para empresas no setor de cannabis, conhecido por muitos como “WeWork For Weed”.

Paragon – Uma subida inacreditável de uma noite

Com o ano chegando ao fim ontem, o Paragon estava sendo negociado a US $ 0,105. A moeda não estava fazendo grandes manchetes e estava flutuando abaixo do radar para a maioria dos investidores. No entanto, poucas horas depois, o ativo fez um dos aumentos de preços mais incríveis e memoráveis de todos os tempos na história de dez anos da indústria criptomonetária.

A partir de US$ 0,105, a moeda rapidamente ganhou 1,500%, para atingir US$ 1,68. Isso já era bastante notável, considerando os movimentos muito lentos no resto do setor nos últimos três dias. No entanto, a moeda estava apenas se aquecendo para fazer um pulo definitivo.

Depois de uma rápida correção, quando a moeda caiu de volta para US $ 0,39, ela pisou no acelerador e subiu rapidamente para US$ 10,28. Isso significa que o Paragon havia ganho 9,690% em comparação com seu baixo valor de US $ 0,105 de algumas horas antes.

O novo preço, no entanto, não durou muito e logo cedeu. Dentro de duas horas, o preço caiu e ficou em US$ 5,21, quase 50 por cento abaixo do máximo. Em uma breve reviravolta a moeda conseguiu atingir US $ 8,32, apenas para cair até US $ 0,44 três horas depois.

As manobras não acabaram por ai, pois a moeda continuou lutando e subiu para US$ 3,11, onde ficou no tempo da publicação.

O fato curioso em relação ao Paragon é que toda a atividade emanou de apenas um mercado, a pouco conhecida corretora criptomonetária STEX. A STEX é classificada como a 72ª corretora de acordo com o CoinMarketCap em termos do volume de negociação diário. Nas últimas 24 horas, a corretora atingiu o volume de US$ 4,4 milhões negociados. Destes, US$ 3,9 milhões pertenciam ao Paragon, representando assim 88% de todo o volume negociado.

Controvérsia legal

Naturalmente, quando uma criptomoeda é projetada principalmente para o setor de cannabis, ela tem que aparecer em manchetes de vez em quando. No entanto, no caso do Paragon, a moeda foi além e parece que gerava polêmica em todas as oportunidades possíveis.

Em novembro de 2017, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA emitiu uma ordem de cessação e desistência para a empresa. Isso ocorreu de acordo com o Securities Act de 1933, sob o qual as moedas Paragon foram definidas como valores mobiliários. A SEC ordenou que a empresa emitisse formulários aos seus investidores, informando-os de que eles tinham o direito de ter seu investimento restituído, caso desejassem.

No entanto, a Paragon não é daquelas que temem controvérsias e enfrentou a SEC, como era de se esperar, dada a reputação da empresa. Jessica VerSteeg, a CEO da Paragon, afirmou que a empresa estava trabalhando em um acordo e que, por consentimento mútuo, a empresa reembolsaria seus investidores. Ela descreveu esse esquema como um “acordo pioneiro que esperamos que sirva como modelo para a conformidade das ICOs”.