Peter Todd sugere mudar a prova de trabalho (PoW) do Bitcoin

O colaborador e desenvolvedor do Bitcoin Core, Peter Tood sugere nada menos que mudar a prova de trabalho do Bitcoin a fim de facilitar a adoção do SegWit.

Publicado em 20 de março de 2017 por

O colaborador e desenvolvedor do Bitcoin Core, Peter Tood sugere nada menos que mudar a prova de trabalho do Bitcoin a fim de facilitar a adoção do SegWit. Mas será que fazer isso não será também matar a melhor coisa que o Bitcoin tem a oferecer? O Bitcoin é uma moeda descentralizada por natureza, e mudar seu conceito apenas para facilitar a adoção do que ele pensa ser o melhor para a moeda pode ser o fim dessa liberdade, criando um establishment para o Bitcoin, em outras palavras a morte.

Prova de trabalho (PoW)

Um sistema de prova de trabalho ( protocolo ou função ) é uma medida econômica para impedir ataques de negação de serviço e outros abusos de serviços, como spam em uma rede, exigindo algum trabalho do solicitador do serviço, geralmente significando tempo de processamento computacional. A prova de trabalho é o que permite a verificação das transações de Bitcoin através da produção, a atividade, apesar de ser bastante cara e demorada, é o que garante a sua validade.

Publicidade

Publicidade

A proposta

O consultor e desenvolvedor do Bitcoin Core, Peter Todd defende uma mudança na prova de trabalho (POW) da rede Bitcoin, segundo ele isso facilitaria a implantação do SegWit – na verdade ele sugere nada menos que tirar o poder de decisão dos mineiros e dar as pessoas que ele pensa que aderirão ao que “ele” acha certo para a rede.

Como a perspectiva de um hard fork do Bitcoin e a discussão “politica” permanece, Todd sugeriu “que pesquisar uma mudança do PoW” seria um “bom plano B.”

A luta interna em curso sobre como resolver os problemas de capacidade do Bitcoin agora envolvem diretamente as principais bolsas de valores da indústria, um grupo que assinou uma carta conjunta na sexta-feira pedindo ao Bitcoin Core para reter o BTC ticker e ao Bitcoin Unlimited para se tornar BTU.

Reagindo ao que ele descreve como “alguns mineiros” ameaçando forçar um ataque de 51% na rede, Todd propôs uma iniciativa concertada de mudar fundamentalmente a certos aspectos do Bitcoin em 2017.

“Alterar a prova de trabalho forçará a atual safra de mineiros a abrir a porta para rapidamente e facilmente escalar a rede”, afirma o site do projeto.

Apesar da publicidade de Todd, o plano de atualização não é patrocinado ou endossado oficialmente pela Core, Bitcoin Project ou Blockstream.

Em outros lugares, a retórica altamente carregada de apoiantes do Core continua, com Samson Mow twitando no fim de semana:

 “Você não pode vender uma moeda centralizada para as pessoas que vivem e respiram os ideais de descentralização.”

Opinião

Peter Todd esta lutando arduamente para transformar o Bitcoin em nada mais que um banco, com a diferença que o banco, por ser regulamentado, oferece mais proteção ao cliente. Ele trata o Bitcoin como uma posse dele, e acredita que sua decisão deveria ser a escolha de todos.

Como todo politico, ele tira e dá poder conforme seus interesses. Espero que as pessoas ligadas ao Bitcoin, que tenham poder de decisão, percebam isso antes que seja tarde demais para a moeda.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment