Plataforma CDRX: como ações são adquiridas e qual a proposta da startup?

Já faz algum tempo que o assunto “mercado de ações” chama atenção, seja nos jornais ou até mesmo nas redes sociais.

Publicado em 15 de outubro de 2018 por

Boa parte das pessoas já ouviu a história do norueguês Kristoffer Koch, que comprou 5 mil Bitcoins em 2009 por conta de um trabalho da faculdade, gastando cerca de R$66 na época, e hoje é milionário. Claro, o caso dele pode ser considerado sorte, pois o jovem não desejava fazer investimentos, mas vamos pegar outro exemplo: Erik Finman, aos 12 anos, decidiu investir US$1 mil em Bitcoins, e adquiriu, na época, cerca de 83 BTC, conseguindo mais 300 pouco tempo depois… o resultado? Ficou milionário.

Diversas pessoas hoje se lamentam por não terem investido em criptomoedas naquela época. Muitas delas dizem que “perderam a oportunidade da vida” e outras afirmam que “se fosse nos dias de hoje, comprariam”. O fato é que o tempo não volta, mas existem outros modos de investir, nesse contexto, a CDRX se insere como uma possível boa opção – e há quem diga que essa será a bola da vez.

O que é CDR?

CDRs (Crypto Depository Receipt), em essência, utilizam a tecnologia de Blockchain e emissões nativas para criar novas possibilidades de finanças. As funcionalidades mais apreciadas até o momento são: poder de remover ações corporativas, permitir a posse fracionária e eliminar a maioria dos custos das transações.

Token CDR

Os tokens CDR possuem funcionalidades para permitir que ações corporativas e de governança sejam conduzidas pelos emissores em tempo real. Isso significa que dividendos e votações podem ser executados com baixo custo, além de serem mais eficientes. A plataforma CDRX prevê economia de até 95% ao ano para emissores e investidores.

Como as ações serão adquiridas?

As ações subjacentes serão adquiridas por meio do próprio mercado de ações ou das entidades corporativas. Tudo bem, isso parece bastante complicado, mas na verdade, é de fácil entendimento: os CDRs serão emitidos em uma Blockchain que permite votações através de contratos inteligentes. Imagine, dessa forma, que cada CDR será uma ação e poderá ser negociado em frações de ação, múltiplas ou únicas.

Plataforma CDRX

A plataforma CDRX projetou uma abordagem de securitização considerada “perfeita no quesito estrutura jurídica”. Ao comprar ações no mercado ou de entidades corporativas, elas serão colocadas em um banco ou trust depositário e o próximo passo será emitir tokens legalmente lastreados pelos ativos subjacentes.

Análise final

Ainda é muito cedo para saber se a CDRX dará certo e se os CDRs terão futuro. Contudo, a plataforma está se saindo bem e dá indícios de que algo de bom será criado. Uma noticia muito animadora para a plataforma foi que a Apple, Google e Amazon começaram a securitizar tokens para começar a negociar em CDRX a partir de 2019.

Informações sobre a ICO

No dia 12 de novembro, começarão as vendas e a plataforma informou que oferecerá alguns bônus, sendo que, no entanto, não revelou os valores. A data de encerramento está prevista para o dia 21 de dezembro de 2018. A CDRX aceita Ethereum e Bitcoin como pagamento.

Para mais informações, basta acessar o site oficial do projeto ou visitar as redes sociais da plataforma:

Telegram Facebook Reddit YouTube Twitter Medium

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment