Polícia japonesa implementará software para monitorar transações de Bitcoin

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) emitiu uma ordem de suspensão da operação de duas corretoras de criptomoedas – FSHO e Bit Station.

Publicado em 3 de setembro de 2018 por

A Agência Nacional de Polícia do Japão começará a usar um novo software para rastrear transações de criptomoedas. Isso foi relatado pelo portal Bitcoin.com.

De acordo com as agências da lei, o software especializado ajudará na investigação de vários casos relacionados a transações financeiras ilegais através de criptomoedas. O software poderá, por exemplo, sinalizar transações como suspeitas, bem como determinar os remetentes e destinatários dos fundos.

“O software especial desenvolvido por uma empresa privada é capaz de extrair dados de transação necessários para investigações. O software pode fornecer dados que não podem ser encontrados na Blockchain, tais como informações sobre operadores de corretoras de moedas virtuais”, informou uma publicação do jornal Yomiuri shimbun, de Tóquio.

A agência alocará 35 milhões de ienes (US$315 mil) a uma empresa anônima de software para desenvolver o novo programa. No total, a agência alocará fundos no valor de 2,7 bilhões de ienes (aproximadamente US$24 milhões) para combater o cibercrime

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment