Contratos inteligentes via Bitcoin em 2017?

Os contratos inteligentes foram uma tendência bem popular ao longo de 2016, quando investidores, bancos e grandes instituições financeiras exploraram o potencial de protocolos baseados em contratos inteligentes, como o Ethereum, para criar aplicativos inovadores e descentralizados

Publicado em 16 de janeiro de 2017 por

Os contratos inteligentes foram uma tendência bem popular ao longo de 2016, quando investidores, bancos e grandes instituições financeiras exploraram o potencial de protocolos baseados em contratos inteligentes, como o Ethereum, para criar aplicativos inovadores e descentralizados.

No entanto, mesmo a Ethereum, uma rede avaliada em quase US $ 930 milhões, teve dificuldades em demonstrar o uso prático e a comercialização eficiente de contratos inteligentes devido a vários erros internos. Atrasos nas transações e outros problemas de segurança emergiram da priorização da segurança sobre a flexibilidade.

Publicidade

Publicidade

Severos problemas de segurança e técnicos surgem quando uma rede criptográfica como a Ethereum escolhe favorecer a versatilidade e funcionalidade sobre a seguridade. Em teoria, uma rede altamente funcional, maleável e escalável deve ser capaz de receber projetos de grande escala com bases de consumidores consideráveis, mas na realidade, as medidas de segurança são falhas e toda a rede se torna um risco.

Usando o Bitcoin como uma plataforma de contrato inteligente

Muitos pesquisadores e especialistas examinaram uma ampla gama de soluções e tecnologias da blockchain do Bitcoin para usar a rede como base de uma plataforma de contrato inteligente. Uma tecnologia interessante em desenvolvimento é a rede Lightning, que foi modelada após o trabalho do ex-desenvolvedor de bitcoin, Mike Hearn, e os canais de pagamento do co-fundador da Blockstream, Matt Corallo.

O conceito básico por trás da inovadora Lightning Network é que, ao usar o contrato Hashed Timelock (HTLC) para transações multipartidárias, é permitido que os receptores pré-determinem o valor da negociação antes de finalizá-la.

Publicidade

Publicidade

Em outras palavras, semelhante a um contrato tradicional em que a parte “A” concorda em pagar a parte “B” por um determinado período de tempo, a HTLC permite que o Bitcoin realize acordos conceitualmente idênticos. Assim, a Lightning pode ser totalmente utilizada como uma plataforma de contrato inteligente no sentido de que os usuários podem concordar em receber ou enviar certas quantias de dinheiro antes de assinar a transação real com uma prova criptográfica.

“A rede Lightning é, na minha opinião, o projeto de contrato inteligente mais ambicioso que o ecossistema produziu até agora. O trabalho de Poon & Dryja inspirou várias equipes de todo o mundo a contribuir para sua emergência “, disse Alex B. da Blockstream.

Mais importante ainda, o Lightning também permite que um contrato inteligente complexo seja executado com várias transações sem incorrer em conflito com os tempos de verificação de transação, já que apenas a última delas é realmente transmitida para a blockchain.

Por exemplo, se Bob e Alice liquidarem 21 transações entre eles e um terceiro, a última operação incluirá todas as anteriores e efetivamente as mesclará como uma única transação para os mineiros pegarem.

Outro conceito inovador que ainda está em desenvolvimento, é a utilização de sidechains (cadeias laterais federadas) para permitir a liquidação de contratos inteligentes. Se implementado, permitirá que redes alternativas convirjam diretamente com a rede principal do Bitcoin para liquidar as operações.

“As sidechains propõem um modelo de confiança alternativo que permite aos usuários interagir com a tecnologia sem ter que depender dos rígidos requisitos do consenso da Bitcoin”, acrescentou Alex B.

Com inovadores e práticos conceitos de contratos inteligentes planejados para desenvolvimento e testes, muitos entusiastas acreditam que 2017 poderá ser o ano em que empresas e corporações experimentem o Bitcoin para executar contratos inteligentes.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment