Preço do Bitcoin inicia a semana estável em US$ 2.200

No dia 27 de maio, o preço do Bitcoin passou de US$ 2.500 para US$ 2.700, posteriormente caindo ate US$ 1.900. Essa queda deixou muitos investidores em pânico, e os temores de uma bolha no preço do Bitcoin se intensificaram.

Publicado em 29 de maio de 2017 por

No dia 27 de maio, o preço do Bitcoin passou de US$ 2.500 para US$ 2.700, posteriormente caindo ate US$ 1.900. Essa queda deixou muitos investidores em pânico, e os temores de uma bolha no preço do Bitcoin se intensificaram. Mas, apesar da queda de US$ 800, o preço do Bitcoin tem se recuperado relativamente rápido, se estabilizando na casa dos US$ 2.200.

No começo da semana passada, o preço do Bitcoin era de mais ou menos US $ 2.000. Analisando os valores da moeda, numa base semanal, podemos concluir que seu valor foi incrementado em 12%.

Embora alguns investidores tenham entrado em pânico quando o preço da primeira criptomoeda chegou a algo entre US$ 1.900 e US$ 1.870, desde então o mercado vem se recuperando gradativamente dessa grande correção de valores.

O preço do Bitcoin aumentou mais de 10% nas últimas 24 horas, devido ao aumento da demanda por Bitcoin dos principais mercados de criptomoedas. Japão e Coréia do Sul, em específico, mantiveram seus valores durante a montanha russa vivida pelo preço da moeda e o volume de negociação do mercado chinês aumentou significativamente ao longo das duas últimas semanas.

China

Atualmente, a China é o segundo maior mercado de câmbio Bitcoin, com uma quota de mercado de 16% do volume de negociação diária de US$ 129 milhões. A maioria das negociações dentro da China são processadas na OKCoin, BTCC e Huobi, que movimentam quase 90% dos negócios de Bitcoin do país.

O aumento constante da demanda por Bitcoin na China demonstra o otimismo que impera naquele país. Vale ressaltar que retiradas de fundos estão suspensas ate o dia 1º de junho, quando o PBoC (Banco Popular da China) deverá finalmente lançar seu novo conjunto de marcos regulatórios sobre o Bitcoin e as outras criptomoedas.

Publicidade

Os chineses estão investindo em Bitcoins mesmo sabendo que seus fundos estarão presos ate o inicio do mês de junho, pois acreditam que por mais que seu dinheiro esteja momentaneamente preso, ainda assim ele renderá um bom montante.

Índia e Coréia do Sul

Apesar de algumas perseguições politicas, o Bitcoin tem tido uma alta significativa na Índia. Recentemente, a SebPay, uma das principais corretoras do país, anunciou que seu app se tornou o quarto aplicativo móvel mais popular na categoria de finanças da Apple AppStore.

A Coréia do Sul também está demonstrando uma incrível variação de preço na casa de US$ 600, principalmente devido ao contínuo aumento na demanda por Bitcoin de investidores locais.

Em apenas uma semana, o preço de Bitcoin passou de US$ 1.700 para US$ 2.700, e, como dito antes, essa bolha de curto prazo estourou e causou uma grande correção no mercado, mas o preço sempre se estabiliza em um ponto mais alto que o inicial.

No caso desta semana, o preço de Bitcoin começou sua roda viva em torno de US$ 1.900. Considerando que o preço do Bitcoin já está de volta à margem dos US$ 2.200 é bem possível muitos investidores de curto prazo já estejam tendo um bom lucro.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment