Preço do Bitcoin: touros precisam ultrapassar a marca de US$6,8 mil

Nessa segunda-feira, 1º de maio, o preço do Bitcoin teve um bom crescimento, estabelecendo novos recordes em quase todas as principais corretoras. No momento da confecção deste artigo, o preço da criptomoeda havia atingido o valor de US$ 1.407,05, um aumento de 4,4% para o dia, de acordo com o Índice de Preços Bitcoin (BPI).

Publicado em 22 de outubro de 2018 por

Na semana passada, o preço do Bitcoin formou um padrão de alta “martelo invertido”. No entanto, para sua implementação, os compradores precisam superar a marca de US$6,8 mil. Isso foi relatado pelo analista Omkar Godbole, da CoinDesk.

Uma semana atrás, a Primeira Moeda testou uma alta de quatro semanas em US$6,81 mil (na Coinbase Pro). Contudo, o impulso ascendente não durou muito: até o final da semana, o Bitcoin já estava sendo negociado apenas um pouco acima da marca de US$6.415. Apesar disso, em comparação com a semana anterior, o preço do BTC aumentou em quase 4%.

O gráfico semanal mostra que o preço formou um padrão de alta “martelo invertido” – esta vela é caracterizada por uma longa sombra superior, que é a diferença entre a alta semanal em US$6,81 mil e o encerramento em US$6.415. O pequeno corpo desta vela semanal consiste na diferença entre o preço de abertura em US$6.183 e o encerramento em US$6.415.

O padrão de vela de “martelo invertido” geralmente indica uma reversão de alta. No entanto, isso requer que essa vela seja formada na parte inferior da tendência de baixa. Além disso, é necessário que o comprimento da sombra superior tenha pelo menos o dobro do tamanho do corpo da vela, sendo que quanto mais longa a sombra superior, maior a probabilidade de uma reversão.

No nosso caso, a vela foi fechada perto da marca de US$6 mil, ou seja, próxima à parte inferior do preço. No entanto, a sombra superior é apenas 1,7 vez o tamanho do corpo da vela, o que indica uma baixa probabilidade de interceptação da iniciativa pelos touros.

Isso significa que até agora, a imagem permanece relativamente neutra e que apenas um movimento confiante de preços para a área acima da marca de US$6,81 mil alegrará os compradores, confirmando uma reversão de alta.

Atualmente, o Bitcoin está sendo negociado a US$6,4 mil na Bitstamp.

Gráfico semanal

Imagem: BTC/USD, gráfico semanal

Como pode ser observado no gráfico acima, a venda que começou em dezembro a partir do nível de US$20 mil, deve ter sido esgotada perto da marca de US$6 mil, formando um sólido nível de suporte.

Caso o preço supere com segurança a marca de US$6,81 mil e implemente a figura “martelo invertido”, haverá uma oportunidade de testar o máximo de setembro em US$7.403, que é outro nível importante.

Gráfico diário

Na semana passada, a volatilidade atingiu um mínimo nos últimos 17 meses. O escopo das flutuações de preços ainda é extremamente baixo. Isso sugere que um movimento poderoso não está longe. É mais provável que ocorra em sentido ascendente, já que a fase de acumulação foi precedida por uma vela de alta no gráfico semanal.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment