Preços do Bitcoin aumentam em 18% no fim do ano

A capitalização da Primeira Moeda superou o valor de mercado de muitas grandes empresas e participações financeiras, entre elas Goldman Sachs e Morgan Stanley.

Publicado em 24 de dezembro de 2016 por

A moeda digital ultrapassou os US$ 900 após a abrir a semana em US$ 780,85, revelam os números do Índice de Preços Bitcoin (BPI) da CoinDesk. No momento em que escrevíamos, os preços da Bitcoin subiram tanto quanto US$ 918.95 durante a sessão, um ganho de 17,7% desde o início da semana.

Os mercados estão negociando atualmente em uma média de US$ 915.54.

Publicidade

Publicidade

A Bitcoin experimentou esses ganhos em meio a vários fatores que contribuíram, incluindo forte sentimento do mercado e significativo volume de negócios nas bolsas chinesas. Em suma, os ganhos de preço significam um forte rali depois que os mercados atravessaram a barreira dos US$ 800.

Além disso, os observadores do mercado apontaram vários desenvolvimentos, o empurrão da Índia para remover certas notas da circulação e a turbulência sociocultural na Europa em particular, como potenciais impulsionadores de novas atividades nos mercados Bitcoin.

Momentum do mercado

Observadores do mercado atingiram um tom otimista sobre os movimentos de preços que andam ocorrendo nesses últimos dias.

“O sentimento é esmagadoramente otimista”, disse Petar Zivkovski, COO para a plataforma de negociação de Bitcoin, Whaleclub. Os dados do Whaleclub indicam que o mercado teve 94% das pessoas segurando, no aguardo de aumento, a criptomoeda até 23 de Dezembro, bem como 90% em média durante a semana anterior.

De acordo com Zivkovski, os comerciantes têm mantido estas posições abertas para períodos mais curtos, em média. Estes fatores indicam que os comerciantes estão “em busca de lucros rápidos, uma vez que a tendência é tão alta”, disse ele.

Enquanto os preços de Bitcoin viram ganhos significativos durante a semana, eles ficaram abaixo de US$ 800 na maior parte do período de sete dias, rompendo este nível chave na terça-feira, 20 de dezembro, os números do BPI revelam.

Os mercados de Bitcoin viram alguma resistência em US$ 800, um desenvolvimento observado pelo analista de mercado Jacob Eliosoff. Depois que o preço rompeu este nível, ele subiu muito mais rapidamente.

“Certamente parecia que existia um suporte de compra estável e levou vários dias para esta tendência roer as ordens de venda em torno de US$ 800, e, uma vez que passou por elas, tudo andou muito mais rapidamente através de ofertas acima dos US$ 800”, disse Eliosoff.

Os preços da Bitcoin subiram rapidamente, aumentando para US $ 874,10 em 22 de dezembro. A moeda digital viu outro ganho de preço acentuado no dia seguinte, superando os US$ 900.

Tim Enneking, presidente do hedge fund da criptomoeda EAM, argumentou que o Bitcoin poderia facilmente subir mais alto, dizendo que ele tem quebrado facilmente várias barreiras.

“Nós estamos em um intervalo de negociação de dois anos, então nós vamos nos mover muito mais alto, eu acho”, ele disse. “Podemos acertar meus US$ 1.200 muito mais cedo do que eu pensava.”

Impacto na China

Enquanto Enneking e Zivkovski enfatizaram o importante papel que a dinâmica do mercado desempenhou na condução dos preços do Bitcoin esta semana, Eliosoff citou outra coisa inteiramente diferente, a China.

Os observadores de mercado apontam frequentemente para a China como tendo um papel crucial nos movimentos de preços do Bitcoin, e esta semana não foi exceção. A atividade de negociação nas bolsas da nação foi um dos principais motores do rali da semana nos preços do Bitcoin, disse Eliosoff. Ele observou que essas transações poderiam ter sido causadas por uma série de fatores.

“A questão é sempre quanto da compra chinesa é: a) a evasão de controle de capital, b) apenas a redução de exposição ao Yuan, mas não necessariamente mover a riqueza fora da China ou c) pura especulação/jogo”, disse ele.

Eliosoff enfatizou que, embora ninguém saiba com certeza, sua suposição seria de que os comerciantes baixando sua exposição ao yuan foi o maior fator causal que impulsionou os ganhos de preço desta semana.

“O yuan continuou sua lenta depreciação, embora não visivelmente nas últimas 24 horas”, acrescentou.

Independentemente de quais fatores estão direcionando os movimentos dos preços do Bitcoin no curto prazo, essas flutuações acabam por cair para a oferta e demanda, observou Enneking.

“Há menos BTCs sendo criados e o interesse está crescendo”, disse ele. “O preço só pode reagir de uma maneira.”

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment