Procuradoria da Baviera vende criptomoeda confiscada por US$14 milhões

O Ministério das Finanças da Alemanha assinou um decreto reconhecendo o Bitcoin e outras criptomoedas como um meio legal de pagamento. O documento especifica que as compras feitas através de criptomoedas não serão tributadas.

Publicado em 29 de Maio de 2018 por

Devido às preocupações com a alta volatilidade, representantes do escritório do promotor da Baviera venderam imediatamente critptomoedas confiscadas por um total de €12 milhões (cerca de US$14 milhões). Isso foi relatado pelo jornal local Der Tagesspiegel.

Os ativos foram colocados à venda em 20 de fevereiro, quando o preço do Bitcoin foi restabelecido após uma profunda correção para US$5,9 mil – 6 mil.

Dentro de dois meses, mais de 1,6 mil transações foram realizadas na plataforma alemã de negociação através das quais advogados implementaram 1.312 Bitcoins (BTC), 1.399 Bitcoin Cash (BCH), 1.312 Bitcoin Gold (BTG) e 220 Ethereum (ETH).

Todas essas criptomoedas foram retiradas durante duas investigações conduzidas pela Agência Bávara de Combate ao Cibercrime. Embora as acusações nesses casos ainda não tenham sido arquivadas, a lei alemã permite a venda emergencial de ativos presos em caso de ameaça de perda de valor.

“Como todas as moedas digitais estão em risco de altas flutuações nos preços ou mesmo de uma perda completa de valor, a Agência de Combate ao Cibercrime ordenou uma venda de emergência”, explicaram os promotores.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment