Quadrant Protocol seus dados criando uma nova fonte econômica

O gerenciamento de dados se tornou indispensável para empresas, contudo, ultimamente, a organização desses dados tem se traduzido numa difícil tarefa para seus detentores. As quantidades de dados nas redes corporativas estão se multiplicando a cada momento, acarretando uma montanha de informações que precisam ser coletadas, analisadas e, principalmente, organizadas.

Publicado em 3 de julho de 2018 por

O problema com a insuficiência de dados ou falta de acesso a eles é bem recorrente no mercado. As pequenas e médias empresas têm pouco ou difícil acesso a uma base de dados eficiente, o que acaba gerando assimetrias no mercado. As grandes empresas conseguem adquirir e manter uma enorme quantidade de dados e, por isso, têm uma visão mais ampla e são capazes de trazer ao mercado produtos mais sofisticados. A Google, por exemplo, consegue acessar dados a partir de seus próprios produtos, como conversas, histórico de compras, histórico de localização, entre outros.

Por outro lado, empresas menores que não dispõem de uma boa base de dados acabam por ficar suprimidas na economia. Competir com empresas de grande porte é extremamente complicado, e a falta de informações para todas acaba gerando barreiras que dificultam o progresso do mercado de modo geral.

Além do acesso limitado aos dados, existe ainda outro problema: a procedência dos dados nem sempre é confiável. Geralmente, dados mais acessíveis são bastante fragmentados, sendo que dessa forma, sua autenticidade pode ser questionada. Uma das principais fontes desse problema é a falta de incentivo para o fornecimento de dados de qualidade, onde produtores e fornecedores de dados acabam por não serem suficientemente bem remunerados.

Para que essas falhas possam ser corrigidas, é necessário tornar menor o custo de acesso aos dados e ao mesmo tempo, juntá-los todos em uma mesma plataforma para que o acesso seja menos dispendioso. Além disso, é preciso atestar a autenticidade e confiabilidade dos dados. Há também uma enorme base dados espalhadas em toda rede – pessoas, dispositivos móveis, empresas, sensores, e outras muitas fontes produzindo dados o tempo todo –, contudo, faltam recursos para selecioná-los e distribuí-los da melhor forma possível.

É nesse cenário que a Quadrant pretende atuar. A startup se propõe a trazer ao mercado uma solução para resolver o problema da falta de acesso e confiabilidade dos dados por meio de um sistema de remuneração mais justa e compartilhamento de incentivos.

Como funciona o ecossistema Quadrant

Por meio da tecnologia de Blockchain, a Plataforma Quadrant Protocol lançará uma rede inovadora na qual será possível mapear e localizar dados de maneira descentralizada e eficiente. O Quadrant operará uma plataforma munida de mecanismos que garantem a confiança dos dados, preços mais baixos e transações mais rápidas e seguras. Além disso, a plataforma conta com recursos que impedem que fornecedores mal-intencionados disponibilizem dados falsos ou de procedência duvidosa.

Dentro do ecossistema Quadrant, todos os participantes obterão benefícios: produtores de dados serão recompensados de maneira justa toda vez que seus dados forem utilizados, enquanto os fornecedores terão incentivos para criar e otimizar sua base dados. O modelo transparente e mais justo proposto pela empresa garante que os consumidores poderão confiar na qualidade dos dados adquiridos.

Economia Quadrant Protocol

Dois tokens serão disponibilizados para alimentar o ecossistema Quadrant: eQuad e QUAD. O segundo é um token utilitário projetado para ser utilizado somente na rede. Já o primeiro, é um token compatível com o padrão ERC-20 e será vendido durante o TGE. Vale ressaltar que este último pode ser convertido em QUAD.

Na totalidade, serão gerados 1 bilhão de tokens eQuad, dos quais 40% serão destinados à venda coletiva; 20% serão destinados à empresa; 20% aos Stakeholders, 10% serão alocados para a equipe e 10% serão destinados à reserva.

Publicidade

Publicidade

O Soft Cap do TGE será de US$3 milhões, e o Hard Cap, de US$20 milhões, sendo que, caso esse valor seja ultrapassado em mais US$7 milhões, 40% ficarão disponíveíes após o fechamento da venda do token eQuad, enquanto os outros 60% restantes serão liberados anualmente para serem aplicados nos próximos 4 anos – 15% por ano. 

Para mais informações, acesse o site oficial da startup ou acompanhe as redes sociais do projeto:

Twitter | Telegram | Linkedin | Medium

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment