Receita anual de LocalBitcoins ultrapassa US$27 milhões

A receita anual da plataforma de compra e venda física de Bitcoin, LocalBitcoins, foi de mais de 22 milhões de euros (cerca de US$27,2) em 2017, quase três vezes mais que os mesmos indicadores em 2016. Esses dados foram fornecidos pelo fundador e CEO da empresa finlandesa, Nikolaus Kangas

Publicado em 19 de Abril de 2018 por

A receita anual da plataforma de compra e venda física de Bitcoin, LocalBitcoins, foi de mais de 22 milhões de euros (cerca de US$27,2) em 2017, quase três vezes mais que os mesmos indicadores em 2016. Esses dados foram fornecidos pelo fundador e CEO da empresa finlandesa, Nikolaus Kangas, assim como escreve a CoinDesk.

Talvez, perto de muitos outros grandes projetos da indústria criptomonetária, esses números possam parecer modestos, mas tendo em mente que a empresa começou em 2011 com um investimento de apenas alguns milhares de dólares, eles parecem impressionantes.

“Temos a plataforma mais global. Nosso objetivo é melhorar as oportunidades de negociação e atender às pessoas que têm acesso limitado aos serviços financeiros”, afirmou Nikolaus Kangas.

De acordo com Kangas, quando há sete anos ele e seu irmão Jeremias pensavam em criar a LocalBitcoins, praticamente não havia opções para comprar e vender Bitcoin no mercado. No entanto, mesmo com o advento de inúmeras empresas de capital de risco e com a abertura de novas oportunidades no setor, a LocalBitcoins continua sendo uma das plataformas mais populares.

Isso fica evidenciado pelo fato de que, de 4 milhões de usuários, 40% se cadastraram nos últimos seis meses. Ao mesmo tempo, é curioso que apenas 20 funcionários trabalhando em diferentes partes do mundo estabeleçam o funcionamento da plataforma.

A importância da empresa é evidenciada pelo fato de que, por exemplo, seus serviços são muitas vezes requisitados por moradores de países cuja economia se encontra em profunda crise. O último exemplo disso é a Venezuela, onde na última semana, foi registrado um recorde absoluto no volume de transações no valor de 27 trilhões de bolívares (cerca de US$55 milhões).

Além disso, há algum tempo, houve um significativo aumento de atividade no Canadá, que ocorreu depois que o Bank of Montreal começou a bloquear transações em criptomoedas dos clientes.

“Se nos compararmos a grandes corretoras que faturam US$100 milhões por dia, então, é claro, pareceremos um players pequeno. Mas eu acho que estamos resolvendo o problema básico de comprar e vender Bitcoin por dinheiro fiat”, disse Nikolaus Kangas.

Quanto ao lado financeiro, o principal lucro da LocalBitcoins é alcançado através de comissões de 1% por transação entre os usuários. Nesse sentido, o impressionante crescimento do Bitcoin no final do ano passado sem duvida contribuiu para nossa receita recorde de 2017.

Desde então, o volume de transações, como pode ser observado no gráfico abaixo, diminuiu ligeiramente.

Receita anual de LocalBitcoins ultrapassa US$27 milhões. BTCSoul.com

Dados fornecidos por: Coindance

No início desta semana, surgiram informações de que a LocalBitcoins aparentemente está introduzindo verificação obrigatória para traders que operem com significativas quantias de fundos, e como afirma o chefe da empresa, como empreendedor, ele pretende permanecer um cumpridor das leis.

“Queremos cumprir todas as leis e regulamentos, embora a situação não esteja completamente clara”, disse Kangas.

No entanto, ele confirmou que, pelo menos nos EUA, a empresa se encontra obrigada a informar sobre certas transações que podem parecer suspeitas. Isso se aplica a transações no valor de mais de US$10 mil e operações que obviamente visam contornar esse limite.

O resto permanece a critério dos compradores e vendedores, e como resultado, a LocalBitcoins atua exclusivamente como provedor de tecnologia.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment