Após três semanas de consolidação, a taxa média ponderada do Ethereum superou o nível de resistência chave em torno de US$500 e atingiu um máximo histórico de US$657,1

Muitas pessoas estavam querendo participar da ICO da startup Status ontem. Isso não é inteiramente surpreendente, já que as ICOs de criptografia são o quente do momento.

Infelizmente, essa ICO em particular viu uma serie de problemas. Quando tudo foi dito e feito, muitos investidores foram deixados na mão. Isto é parcialmente devido a um problema com a próprio ICO, bem como a MyEtherWalet, que não foi capaz de fazer as transferências necessárias. Para resumir tudo, a blockchain Ethereum simplesmente não conseguiu acomodar esse interesse global e foi down.

Situação de ICO deixa gosto amargo

Ninguém duvida que a equipe de Status sabe o que está fazendo. Se esse não fosse o caso, o projeto não teria arrecadado tanto dinheiro em tão pouco tempo. O white-paper do projeto parece muito interessante, e concentrar-se no ecossistema móvel é uma ideia inteligente. Do ponto de vista conceitual, não há escassez de elogios para a Status agora. Infelizmente, o aspecto do ICO continuará assombrando-os por algum tempo.

É importante notar que o próprio site do ICO conseguiu acompanhar a demanda, o que é uma raridade nos dias de hoje. Múltiplos ICO desmoronaram devido ao fato de o site ficar sobrecarregado com os visitantes.

Esse não era o caso do ICO da Status, principalmente porque eles permitiram que os investidores tivessem acesso ao endereço de depósito do contrato inteligente com bastante antecedência. A equipe também decidiu aceitar apenas depósitos a partir de um determinado bloco da rede. Esta é uma ideia inteligente, embora tenha causado alguma confusão entre os investidores.

Esse também foi o ponto onde os primeiros problemas se tornaram evidentes. À medida que o bloco de rede para o ICO se aproximava, as pessoas começaram a enviar grandes quantidades de Ethereum com antecedência.

A blockchain Ethereum

Todas essas transações foram rejeitadas, é claro, mas causou muita sobrecarga na blockchain Ethereum. Ao contrario do que muitas pessoas pensam, a cadeia de blocos do Ethereum não lida com grandes quantidades de transações muito bem. Eventualmente, o bloco de rede foi atingido, mas causou outro problema pouco depois.

Obter fundos enviados para o endereço de contrato inteligente fornecido era praticamente impossível. A página de contribuição do Status ICO indicou como os usuários só podiam enviar transações a 50 Gwei (Wei medida de Ethereum equivalente a satoshi para o Bitcoin) no máximo.

Infelizmente, esta foi uma informação falsa. Qualquer pessoa que usasse 50 Gwei ou menos foi praticamente impedida de conseguir uma transação. Muitos investidores enviaram transações de 100 Gwei o que fez com que a fila crescesse ainda mais. Infelizmente, isso também significou que essas pessoas puderam investir em uma ICO, o que deveria ter efetivamente bloqueado essas transações completamente.

Para piorar as coisas, isso causou ainda mais o congestionamento da rede Ethereum. Muitos clientes não conseguiram mesmo transmitir transações para a blockchain. Isso afetou principalmente os usuários do MyEtherWallet, embora alguns usuários de Mist e Parity também estivessem tendo complicações.

É evidente que os serviços centralizados de carteira – ou os seus plugins – falharão se a blockchain Ethereum não puder acompanhar o número de transações. Enviar dinheiro através da MyEtherWallet foi impossível, já que nenhuma das transações chegou até a cadeia de blocos.

Tudo isso destaca alguns dos maiores problemas em relação ao Ethereum. Por mais saudável que a tecnologia seja, ainda sofre os mesmos problemas que o Bitcoin. O alto volume de transações não pode ser tratado corretamente, o que é um grande problema.

Levaram várias horas antes de as coisas voltarem ao normal. Mesmo agora, serviços como MyEtherWallet estão lutando para transmitir transferências corretamente. Este não é um bom desenvolvimento para o Ethereum por qualquer meio. Nem é uma boa notícia para o ICO da Status, como é, de longe, um dos projetos mais controversos nos últimos meses.