Robinhood – plataforma para negociação de criptomoedas sem comissões

O número de novos registros de usuários Robinhood – aplicativo móvel para negociação com ativos financeiros tradicionais e criptomoedas – excedeu 800 mil.

Publicado em 27 de Janeiro de 2018 por

27 As primeiras moedas disponibilizadas pelo site serão Bitcoin e Ethereum –  o grande diferencial da plataforma é que não haverá comissões sobre as negociações. Isso foi relatado pelo TechCrunch.

“Estamos nos esforçando para garantir que o site seja simplesmente um ponto de equilíbrio; não planejamos conseguir nenhum lucro no futuro. A principal tarefa da Robinhood Crypto é aumentar a base de usuários e melhorar a qualidade dos serviços prestados”, afirmou Vladishen Tenev, co-fundador da Robinhood.

Hoje em dia, os usuários da plataforma têm acesso a um serviço para configurar notificações e monitorar os preços de Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin, Ripple, Ethereum Classic, Zcash, Monero, Dash, Stellar, Qtum, Bitcoin Gold, OmiseGo, NEO, Lisk e Dogecoin.

Como observa a publicação, a nova funcionalidade pode transformar o Robinhood em um concorrente direto da plataforma americana Coinbase, cuja comissão pode chegar a até 4% do valor da transação. Vale ressaltar que ao contrário de outras empresas similares, a Robinhood não é a principal fonte de lucro para seus desenvolvedores. Nesse caso, a falta de comissões pode atrair muitos novos clientes, embora o serviço já seja – de acordo com os criadores – utilizado por três milhões de pessoas.

A plataforma já tem uma boa reputação: funciona há cinco anos e, no passado, atraiu investimentos num total de US$176 milhões. Atualmente, a capitalização de mercado da empresa é de US$1,3 bilhão.

Moradores da Califórnia, Massachusetts, Missouri, Montana e New Hampshire serão os primeiros a começar a negociar Bitcoins e Ethereum com a ajuda da Robinhood – no futuro, a lista de territórios abrangida pela companhia será expandida.

“Nós somos muito seletivos em relação às moedas que serão disponibilizadas na plataforma. Primeiro escolhemos Bitcoin e Ethereum, porque estas são as maiores e mais maduras criptomoedas. Suas iminentes mortes eram repetidamente previstas, mas elas retornaram ainda mais forte”, acrescentou Tenev.

Segundo ele, a expansão das atividades em direção às criptomoedas certamente atrairá a atenção de hackers e outros intrusos. Para garantir que a reputação da plataforma em operação não seja afetada por potenciais invasões e roubos, na véspera de sua atualização de fevereiro, a equipe está trabalhando para melhorar a segurança. Em particular, autenticação de dois fatores é uma das funcionalidades abrangidas na lista das recentemente adicionadas.

“Ultimamente temos contratado vários experientes especialistas de classe mundial. Eles estão desenvolvendo um sistema de segurança interno a partir do zero”, acrescentou Tenev.

Publicidade

Publicidade

Ele também observou que, até o momento, a Robinhood teve um movimento de cerca de US$100 bilhões. Assim, a falta de comissões ajudou os usuários a economizar mais de um bilhão de dólares.

“As criptomoedas transferem o poder – historicamente mantido pelas instituições financeiras – às mãos das pessoas. Acredito que isso coincida totalmente com a ideologia do Robinhood, porque nossa missão é democratizar o sistema financeiro. Nós já somos uma empresa estabelecida e lideraremos”, resumiu Tenev.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment