Rússia propõe credenciar emitentes de tokens

O chefe do Ministério das Comunicações e de Mídia da Federação Russa, Nikolay Nikiforov, propôs a realização de credenciamento obrigatório das empresas que pretendam realizar Ofertas Iniciais de Moedas (ICO).

Publicado em 5 de Fevereiro de 2018 por

O chefe do Ministério das Comunicações e de Mídia da Federação Russa, Nikolay Nikiforov, propôs a realização de credenciamento obrigatório das empresas que pretendam realizar Ofertas Iniciais de Moedas (ICO). Isso foi relatado pela RBC.

De acordo com Nikiforov, o Ministério das Comunicações já preparou um projeto de resolução a respeito da acreditação de organizações que são autorizadas a emitir tokens digitais.

Publicidade

Publicidade

“Esta é uma mercadoria digital que pode ser comprada ou vendida. Precisamos definir um conjunto de critérios e regras, dentro do qual isto pode ser feito utilizando rublos russos, dentro da jurisdição russa, etc., afirmou o ministro.

Ele acrescentou que o número de empresas que conduzem ICOs deve ser limitado e os tokens devem ser vendidos por rublos russos.

“Não seria certo permitir transações em moedas estrangeiras com eles, pois isso contradiz a essência de nossa legislação bancária”, enfatizou Nikiforov.

Publicidade

Publicidade

Além disso, o ministro citou a necessidade de legalizar o uso da tecnologia de Blockchain com base em algoritmos locais de criptografia. Por fim, em sua opinião, as criptomoedas não precisam de nenhuma legalização.

Vale ressaltar que em setembro de 2017, Nikolai Nikiforov afirmou que não há motivos para se esperar uma legalização total do Bitcoin na Rússia, pois ele é baseado em algoritmos de encriptação estrangeiros não reconhecidos do ponto de vista da jurisdição russa.

Chrys

Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment