S7 Airlines vendeu mais de uma centena de passagens através de Ethereum

A companhia aérea russa S7 Airlines, em parceria com o Alfa-Bank, lançou uma emissão de bilhetes automatizada, baseada em uma plataforma construída na rede Ethereum.

Publicado em 28 de julho de 2017 por

A companhia aérea russa S7 Airlines, em parceria com o Alfa-Bank, lançou uma emissão de bilhetes automatizada, baseada em uma plataforma construída na rede Ethereum.

Como os representantes da S7 Airlines informaram hoje, mais de 100 passageiros já usaram a nova opção.

Publicidade

Publicidade

“A S7 Airlines prioriza a simplificação do processo de compra de passagens. A blockchain permite que você troque informações rapidamente entre as contrapartes e os bancos que realizam pagamentos diretamente. A velocidade dos pagamentos aumentou de 14 dias para 23 segundos. Ao mesmo tempo, a transparência e audibilidade do registro distribuído é combinado com a criptografia de dados que constituem segredo bancário”, disse Anna Bazhina, porta-voz da S7 Airlines.

Uma das características da plataforma foi que, com sua implementação, a companhia aérea não fornecerá ao agente um pagamento diferido e receberá receita imediatamente após a emissão da passagem.

Além disso, o uso de tecnologia de blockchain reduzirá o fluxo de trabalho e aumentará a segurança das operações. Ao mesmo tempo, como garantiu a S7 Airlines, o novo regime cumpre plenamente todos os requisitos da legislação russa.

Publicidade

Publicidade

“A primeira venda de bilhetes aéreos foi realizada na terça-feira, 18 de julho, a partir de agora, os pagamentos no âmbito do novo esquema são realizados de forma contínua. No momento, no âmbito do novo regime, foram emitidos mais de 100 passagens aéreas”, afirmou Anna Bazhina.

Como a S7 Airlines espera, a tecnologia de blockchain ajudará a empresa a se afastar do esquema de depósito de acordos mútuos e uso de garantias bancárias e também traduzir suporte de informações para processos de negócios recorrentes relacionados a procedimentos de reconciliação e pagamentos bancários à plataforma Ethereum. Em particular, podemos falar sobre a interação com fornecedores de bens e serviços nos aeroportos.

É curioso que, embora a companhia aérea use tecnologia de blockchain em seus processos, não planeja aceitar criptografias, ao contrário, por exemplo, da Japan Peach Airlines.

“Quanto à adoção da criptomoeda para o pagamento de passagens aéreas, não temos esses planos, embora nossos especialistas tenham considerado essa possibilidade. Também consideramos emitir nossa própria moeda criptográfica, mas até agora esta é apenas uma análise interna”, acrescentou Anna Bazhina.

No início de julho, a companhia aérea Aeroflot disse que pretende gastar até 24,6 milhões de Rublos na viabilidade de usar a moeda criptográfica em suas atividades financeiras.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment