SALT: uma nova forma de fazer empréstimos

Uma nova startup, a Secured Automated Lending Technology, ou SALT, esta surgindo para assumir o mercado de empréstimos. A empresa de Denver, Colorado, promete revolucionar a forma como os empréstimos são feitos atualmente.

Publicado em 25 de julho de 2017 por

Uma nova startup, a Secured Automated Lending Technology, ou SALT, esta surgindo para assumir o mercado de empréstimos. A empresa de Denver, Colorado, promete revolucionar a forma como os empréstimos são feitos atualmente.

A SALT será uma plataforma de blockchain para empréstimos, mas não da forma como estamos acostumados a ver. A startup trabalhará com penhora de criptomoedas, com isso os fundos de quem investe na empresa estarão garantidos pelas criptomoedas ali depositadas e você poderá pegar o que precisa sem precisar se dispor de suas criptomoedas.

Publicidade

Publicidade

Vamos a um exemplo de uso real

Marcos quer comprar um carro, o valor do veiculo a vista é de 50 mil reais. Agora, Marcos tem duas opções:

A primeira delas é adquirir o veiculo a vista, mas para isso Marcos terá que vender seus Bitcoins. O problema é que Marcos acredita que o Bitcoin vai subir, sendo assim se ele comprar o carro de que precisa para trabalhar, no médio e longo prazo esse veiculo terá saído mais caro.

A segunda opção é comprar o carro em prestações a perder de vista. Porem, como todos sabem, esse tipo de compra faz com que você pague um carro e meio a mais.

Publicidade

Publicidade

É aqui que a SALT entra. Marcos pode acessar a plataforma da SALT e pegar o dinheiro que precisa para comprar o carro à vista, deixando seus Bitcoins como garantia enquanto paga as prestações de seu empréstimo. Além disso, na SALT Marcos terá prestações com menos juros, o que fará com que ele não precise pagar um carro e meio a mais.

Como funciona

O processo de empréstimo SALT consiste em quatro etapas principais:

Criação de empréstimo: um mutuário configura uma conta de associação e, em seguida, encaminha sua garantia para a SALT Oracle Wallet. Esta é uma carteira em blockchain com assinatura múltipla, que funciona como um repositório de garantia enquanto gerencia automaticamente os termos de empréstimo.

Os fundos de empréstimo, uma vez aprovados, são transferidos para a conta bancária do mutuário.

Reembolso do empréstimo: um mutuário faz pagamentos periódicos ao credor.

Conclusão do empréstimo: após o reembolso do empréstimo, o mutuário terá suas criptomoedas de volta.

A SALT não realiza verificações de crédito sobre os mutuários, mas realiza checagem dos fundos em conformidade com as diretrizes Anti-Lavagem de Dinheiro (AML) e Know Your Customer (KYC). Os empréstimos feitos através da plataforma são denominados e reembolsados ​​com moedas tradicionais.

Os ativos de criptografia são usados ​​apenas pelo destinatário como garantia para os empréstimos. Os mutuários podem optar por pagar seus empréstimos antecipadamente sem serem penalizados por isso.

O nascimento da SALT

No momento do lançamento da empresa, Shawn Owen, CEO da SALT, disse: “Atualmente, se você é um detentor de ativos de blockchain, um grande pedaço de sua riqueza financeira não está sendo reconhecida pelos credores. Para nós da SALT, no futuro, praticamente todo o valor do mundo estará em blockchains, com empréstimos que refletem nossas vidas digitalizadas e conectadas globalmente”.

Owen diz que deixou seu emprego de tempo integral em 2016, intrigado com a ideia de uma plataforma de empréstimos que poderia alavancar bilhões de dólares de criptografia, um mercado inexplorado. “Eu vi essa tendência, onde a grande maioria dos usuários de queriam apenas segurar seus ativos. Ao entender isso, as coisas ficaram claras e foi isso o que me levou a iniciar a SALT. Eu realmente não busquei outro emprendimento desde então.”

Quando perguntado sobre o porquê do nome SALT, Owen disse:

“Nós gostamos do nome porque o ‘sal’ foi, historicamente, o primeiro dinheiro conhecido com base em commodities. Nossa versão do ‘sal’ é uma maneira de articular o que fazemos: Levando a tecnologia blockchain e contratos inteligentes, construindo termos de empréstimos, tudo girando em torno de produtos de crédito, colocando-os em contratos inteligentes de forma automática e segura”.

Campo de atuação

Embora a SALT esteja atualmente operando apenas nos EUA, Owen antecipa fazer um rápido movimento na Irlanda, seguido muito provavelmente para o Canadá. “O grande quadro para o qual nos esforçamos é criar os mecanismos com os quais os termos de empréstimo de qualquer tipo, entre qualquer pessoa ou indivíduo, seja ele comercial ou não, podem interagir de maneira igual a igual com contratos que são executáveis ​​sem risco da contrapartida.”

Erik Voorhees, fundador e CEO da ShapeShift e membro do conselho de administração da SALT, comentou: “A inovação disruptiva da SALT é um projeto importante para ampliar a utilidade e o alcance global da tecnologia blockchain”.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment