Samsung SDS e Blocko fazem acordo para uso de blockchain

A Samsung SDS, a subsidiária de TI que fornece tecnologia para o gigante de eletrônica Samsung, assinou um contrato com a Blocko, uma empresa coreana de blockchain.

Publicado em 13 de março de 2017 por

A Samsung SDS, a subsidiária de TI que fornece tecnologia para o gigante de eletrônica Samsung, assinou um contrato com a Blocko, uma empresa coreana de blockchain. A joint venture, que será operada tanto na Coreia como fora de suas fronteiras, sendo focada no desenvolvimento de aplicações em blockchain.

Foi anunciado hoje pela Blocko, que a blockchain coreana e a empresa Fintech assinaram um memorando de entendimento com a Samsung SDS para atender à crescente demanda por tecnologia blockchain nos mercados doméstico e internacional.

Mais especificamente, o anúncio aponta para aplicações blockchain em áreas incluindo autenticação e pagamentos, bem como remessa.

“Através de sinergias com base nos recursos das duas empresas, estamos explorando ativamente novos mercados para a propagação da tecnologia blockchain”, disse um representante da Samsung SDS. “À medida que a demanda pela tecnologia blockchain cresce nos mercados financeiros domésticos no exterior, as indústrias relacionadas estão se expandindo”.

A Samsung SDS investiu, em particular, na Blocko em junho de 2016, como parte dos esforços da empresa para diversificar seu portfólio de tecnologia da informação e das comunicações (TIC). Na época, o braço de TI do Samsung Group sublinhou seu investimento na Blocko como uma oportunidade para introduzir a tecnologia blockchain em áreas como a IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas).

De acordo com um relatório sobre a ZDNet (site de tecnologia), as duas empresas estão desenvolvendo a tecnologia blockchain para a Samsung Card, a empresa de cartões de crédito do conglomerado. A Blocko já possui experiência operacional com clientes do setor de pagamentos, entre os quais os do JB Bank, Paygate, Lottecard e KISA da Coréia, entre outros.

Publicidade

Como uma empresa de tecnologia blockchain, a Blocko está ganhando rapidamente proeminência como força principal no espaço de Fintech da Coréia, fornecendo um punhado de implementações notáveis sobre a tecnologia adjacente do Bitcoin no país.

A plataforma Coinstack, software da startup que usa blockchain, foi posta em ação para utilizar o Korea Exchange, o operador regulamentar da Coréia do Sul para startups que media as ações equitativas no mercado aberto. A implementação da tecnologia blockchain foi a primeira aplicação comercial da inovação no mercado coreano.

Mais recentemente, a província de Gyeonggi-do, a mais populosa da Coréia do Sul, fez uso de um sistema de votação baseado em tecnologia blockchain, que reuniu votos na comunidade onde 9000 moradores participaram on-line e off-line. Desenvolvida pela Blocko, a plataforma de votação em blockchain fez uso de contratos inteligentes sem exigência de administração de uma autoridade central, uma necessidade em qualquer sistema de votação tradicional.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment