As maiores empresas de seguro médico dos Estados Unidos, UnitedHealth Group e Humana, anunciaram o lançamento de um projeto piloto de Blockchain projetado para melhorar a qualidade do armazenamento e da transferência de dados.


Michael Williams, um senador do estado de Geórgia – EUA, entregou-se às autoridades devido à acusação de fraude de seguro.

O senador foi acusado por um júri do Condado de Hall no dia 18 de dezembro, após uma investigação ser conduzida pelo Escritório de Investigação do estado de Geórgia. De acordo com os promotores, em maio de 2017, Williams mentiu sobre o roubo de servidores que estavam sendo usados para minerar criptomoedas em seus escritórios de campanha.

Senador… EUA… Fraude… Já não ouvimos falar disso?

Durante esse período, o gerente de campanha da Williams alegou que os ladrões roubaram um total de US$ 300.000 em equipamentos de computação de seus escritórios. Além disso, ele afirmou ter usado os servidores para sua empresa LPW Investments,  enquanto conduzia operações relacionadas à campanha em uma seção diferente do prédio. Eventualmente, ele foi acusado pelos policiais e investigadores de mentir para eles ao apresentar uma falsa alegação de seguro referente ao caso.

e acordo com o Gainsville Times, Williams entregou-se às autoridades no dia 26 de dezembro e, em seguida, foi liberado para uma fiança de US$ 10.000. Enquanto Williams não fez nenhum comentário sobre as acusações feitas contra ele, seu advogado A.J. Richman continuou a defendê-lo. O Gainsville Times cita as seguintes palavras dele:

O Sr. Williams não fez isso. Nós não fomos realmente informados de nenhuma evidência ainda. Embora eles não tenham revelado isso, tenho certeza de que irão fazê-lo em breve. Mas a essa altura, não sabemos se eles dizem que fizemos algo diferente do que a acusação diz”.

A infâmia de Williams originou de sua campanha para se tornar o próximo governador do “estado dos pêssegos”, quando ele revelou sua intenção de fazer uma turnê estadual em um “ônibus de deportação”. Muitas vezes referindo-se a si mesmo como o candidato anti-ilegal mais sincero da história do Estado, o senador do partido Republicano dirigiu um ônibus pelo estado todo durante sua campanha com as seguintes mensagens escritas nele: “Perigo: Assassinos, sequestradores, estupradores, molestadores de crianças e outros criminosos a bordo” e “Siga-me para o México”.