Será que os governos estão investindo em Bitcoins?

As coisas se complicaram para nós simples mortais que pensamos em adquirir alguns Bitcoins, se os governos entrarem no jogo os valores ficaram estratosféricos.

Publicado em 10 de janeiro de 2017 por

O aumento de preço do Bitcoin pode fazer com que os governos estoquem Bitcoins em uma “corrida digital de commodities” sem precedentes.

Reservas de Bitcoin dos governos?

Atualmente, custando cerca de US$ 900 e com uma capitalização de mercado de US$ 14,55 milhões, o Bitcoin vem fazendo aparições regulares na mídia, ganhando atenção de usuários regulares e investidores. No entanto, uma classe de investidores que normalmente não está associada ao Bitcoin pode começar a estocar rapidamente a moeda digital: os governos nacionais. Uma previsão que foi feita pelo CEO da Civic Vinny Lingham, no início de maio.

Publicidade

Publicidade

Embora nenhum país tenha feito qualquer declaração oficial sobre isso, o incrível desempenho do Bitcoin em 2016 pode fazer com que os governos adquiram pequenas porções da criptografia como uma reserva de valor. Se um país começar a fazê-lo, as reservas de Bitcoin podem se tornar uma prática global, já que nenhum governo gostaria de ficar chupando o dedo com suas notas de papel.

Lingham escreve,

“Imagine se a China começasse a comprar grandes quantidades de Bitcoin, o resto dos governos do mundo ficariam de braços cruzados e somente observariam? Eu não penso assim, dessa forma,  minha predição aqui é que por volta de 2017, os governos transformar-se-ão nos principais compradores de Bitcoin, empurrando o preço a novos patamares.”

Na verdade, talvez um aumento no preço da Bitcoin não só faça com que os governos tomem conhecimento, mas também facilitem a compra de Bitcoin. O CEO da Abra, Bill Barhydt falou para Lingham via Twitter, dizendo:

“Acredito que alguns governos começarão a comprar pequenas quantidades de Bitcoin como reservas em 2017. Risco zero, só benefícios.” @bobbyclee @barrysilbert

– Bill Barhydt (@billbarhydt) 8 de janeiro de 2017

Risco zero

O fator de risco zero é óbvio ao perceber que o Bitcoin pode ser comprado com praticamente qualquer moeda nacional existente. Embora a compra do Bitcoin venha como um risco principal para indivíduos, os governos não compartilham este problema, porque têm o acesso às reservas de divisa e podem, como sempre, imprimir mais.

Além disso, o Bitcoin é muitas vezes apelidado de “ouro digital” através de suas muitas semelhanças com o metal precioso como uma potencial reserva de valor em meio à volatilidade cada vez menor. No entanto, uma reserva em Bitcoin teria várias vantagens sobre o ouro, uma vez que é muito mais barato para armazenar e transferir.

Acumulando na encolha

Alguns acreditam que a “corrida pela criptomoeda” pode já ter começado em sigilo e que está sendo acompanhada por manipulação de preços. O Banco Público da China (PBOC) se reuniu recentemente com exchanges locais para discutir regulamentos estaduais.

Na sequência da reunião, foi emitido um aviso pelo PoBC, no qual afirma:

“O Bitcoin é um bem virtual específico e não tem o mesmo status legal de uma moeda, e por isso não pode e não deve ser usado como dinheiro na circulação do mercado. As instituições e indivíduos participantes devem envolver-se cuidadosamente em atividades como o investimento do Bitcoin e assumir as responsabilidades e riscos correspondentes.”

O marketing do Bitcoin no país também será restrito e reguladores chineses estão explorando como a criptografia pode ser usada para contornar os controles de capital.

Esta série de desenvolvimentos tem causado uma queda nos preços do Bitcoin contra o CNY, a maior força motriz do mercado, como alguns principais meios de comunicação circulando a notícia de que o “Bitcoin será proibido”, afirmação que se mostrou incorreta.

Assim como disse, Samson Mow, COO da mais antiga exchange de Bitcoin da China, a BTCC, no twitter:

“Não, o bitcoin não é proibido na China.”

– Samson Mow (@Excellion) 6 de janeiro de 2017

No entanto, alguns afirmam que estes podem ser movimentos feitos pelo governo chinês para manter o preço do Bitcoin baixo, enquanto faz a aquisição de moedas para armazenamento. As maiorias das operações de mineração de Bitcoin residem na China. O sigilo nesta matéria também seria essencial.

Se as previsões de Lingham e Barhydt vierem à se tornar realidade, entretanto, o preço do Bitcoin deve mover-se para alturas sem precedentes. O Bitcoin estará então em posição de se tornar uma verdadeira moeda global e apolítica. Nem é necessário mencionar que os problemas de imagem pública do Bitcoin serão instantaneamente eliminados também.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment