Uma vulnerabilidade no canal de pagamento da plataforma SpankChain permitiu que invasores roubassem US$38 mil em Ethereum e tokens nativos do projeto BOOTY.

A SpankChain, plataforma de Blockchain voltada ao entretenimento adulto, reportou que o hacker responsável por roubar US$38 mil em Ethereum e tokens nativos do projeto BOOTY, retornou as criptomoedas à equipe.

Segundo a plataforma, após uma conversa pelo telefone com Ameen Soleimani, CEO da SpankChain, o hacker forneceu uma chave privada para a carteira na qual estavam armazenados os ETH roubados.

Em suporte a suas palavras, representantes do projeto divulgaram um link para a transação correspondente.

O invasor ajudou a SpankChain a recuperar também os 4 mil tokens BOOTY que congelados como resultado do ataque. Como relatado, eles foram comprados pelo projeto por US$4 mil.

Como parte do acordo com o hacker, o preço também foi pago em um montante de US$5 mil e 5,5 ETH, que foram utilizados para hackear a plataforma. A perda financeira total da SpankChain foi de US$9 mil.