Storj – armazenamento barato, rápido e privado em nuvem

Os modelos de armazenamento em nuvem, como os tradicionais Dropbox e Google Drive, possuem algumas limitações, como por exemplo a questão da privacidade.

Publicado em 25 de agosto de 2018 por

Storj

Os modelos de armazenamento em nuvem, como os tradicionais Dropbox e Google Drive, possuem algumas limitações, como por exemplo a questão da privacidade. As empresas têm controle sobre os arquivos dos usuários, incluindo a capacidade de acesso a eles. Além disso, outros problemas ligados à largura do Data Center, ou mesmo interrupções inesperadas, podem restringir o acesso aos arquivos.

Nesse sentido, o Storj desenvolveu uma solução descentralizada de armazenamento de arquivos baseada em blockchain, com o objetivo de tornar o armazenamento em nuvem mais rápido, barato e privado.

Funcionamento básico do Storj

O projeto Storj funciona de maneira semelhante a um torrent, no qual os arquivos são enviados para o solicitante em forma de fragmentos, partindo de vários usuários. Ao chegar ao solicitante do torrent, o software compila todos os fragmentos formando o arquivo original. Esse modelo garante que os arquivos possam ser baixados de maneira mais rápida do que em um modelo no qual ele baixado de forma integral.

Na rede Storj, os arquivos originais são fragmentados e distribuídos em diversos computadores. Isso permite que os usuários possam enviar e receber as partes paralelamente, diminuindo o tempo de transferência. Além disso, nenhuma parte da rede concentra o arquivo integral garantindo maior privacidade e autonomia. Somente o dono sabe onde estão espalhados todos os fragmentos do seu arquivo.

Para impedir que os fragmentos sejam perdidos, caso um dos computadores seja desativado ou pare de executar, o programa Storj gera um certo nível de redundância. Ao fazer o upload de um arquivo o usuário pode definir um nível de redundância seguro. O Storj oferece auxílio para que o usuário garanta um nível seguro de paridade dos fragmentos para não perder nenhuma parte do arquivo e ao mesmo tempo não atrapalhar a rede.

Além disso, o Storj realiza auditorias e outros métodos de verificação na rede de tempos em tempos para evitar que arquivos disponíveis por um prazo maior não se percam. Contudo é indicado que os arquivos mais antigos sejam recuperados e reenviados a rede.

Criptografia em cada parte

Mesmo que nenhum host possa ler o arquivo na íntegra, uma pequena parte dele pode conter informações relevantes. Por isso, para garantir um grau ainda maior de privacidade, o Storj ajuda os usuários a compactar e criptografar seus arquivos antes de fragmentá-los e enviá-los à rede. O arquivo criptografado tem apenas uma chave, que é mantida pelo dono localmente. Dessa maneira, as partes enviadas para outros computadores da rede, sem os outros fragmentos e sem chave, são inúteis.

Verificação

Para tranquilizar os usuários a respeito do armazenamento dos seus arquivos, o Storj realiza uma auditoria de verificação a cada hora.

Para receber seus pagamentos, os armazenadores precisam provar que têm os fragmentos arquivados. O Storj envia uma solicitação para os armazenadores, que só poderão responder caso tenham o fragmento criptografado.

Para garantir baixo custo e alta capacidade de armazenamento, a rede Storj conta com mais de 18 mil armazenadores que garantem mais 8 petabytes de armazenamento. Além disso, a rede conta com mais de 20 mil usuários donos de arquivos.

Token Storj (STORJ) e o mercado

Para alimentar a rede Storj, a equipe desenvolveu o token STORJ. Uma parcela do que os usuários pagam para usar a rede para salvar arquivos é destinado aos armazenadores que contribuem com espaço de armazenamento e largura da banda para a rede.

Atualmente, do fornecimento total de 500 milhões de tokens STORJ, estão em circulação 135.787.539.

Desde que passou a ser negociado no mercado na metade do ano passado, o STORJ não fez uma trajetória muito empolgante. O máximo valor atingido pelo token ocorreu no início deste ano, quando no dia 9 de janeiro chegou a ser negociado por US$ 2,82. Contudo, desde então o valor assumiu novamente uma tendência de queda observada no gráfico da maior parte dos altcoins. No exato momento dessa redação o valor do STORJ, segundo o CoinMarketCap era de US$ 0,5304, representando uma queda de cerca de 80% desde o seu maior valor.

A Binance, Huobi e OKEx concentram  maior volume das negociações do STORJ, mas é possível acompanhar mais dados do mercado clicando no link: https://coinmarketcap.com/pt-br/currencies/storj/#markets.

Para saber mais sobre o Storj acesse o site oficial: https://storj.io/

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment