Substratum – plataforma servidora para hosts

A Substratum é uma plataforma de web descentralizada. Nela qualquer pessoa pode alugar seu computador para servir como um servidor de hospedagem.

Publicado em 18 de julho de 2018 por

Substratum

A Substratum é uma plataforma de web descentralizada. Nela qualquer pessoa pode alugar seu computador para servir como um servidor de hospedagem.

Com a plataforma, os usuários não precisam mais depender de hosts centralizados para acessar conteúdo na web. Ao contrário disso, a plataforma oferece um modelo diferente, descentralizado e mais dinâmico baseado em uma rede onde os nós são gerenciados de maneira individual.

O potencial da plataforma se torna ainda mais atraente se forem considerados os contextos de censura na internet tais quais os casos da China, em que o conteúdo disponível é fortemente controlado, e o dos Estados Unidos, em que desde dezembro de 2014 foi revogada pela Comissão Federal de Comunicação a neutralidade da rede.

Navegando através da Rede Substratum, nem mesmo o servidor do usuário poderá monitorar os sites acessados. Portanto, a plataforma pode ser uma maneira interessante de driblar imposições do Estado de censura à internet.

Como funciona

De maneira bem simples o objetivo da Substratum é permitir que qualquer indivíduo se hospede ou acesse a internet através de nós em sua blockchain.

Assim, para se tornar um hospedeiro, basta instalar o software Substratum e executar o programa. A partir daí esse hospedeiro está ativo e o seu computador passa a funcionar como um mini servidor, conectando-se a outros nós da rede para gerar um portal para que os usuários tenham acesso à internet.

Para compensar seus esforços e incentivar a rede, os hospedeiros recebem pagamentos em tokens substratum. O valor recebido é calculado com base na potência da CPU, largura da banda de rede e outros dados. Ademais, os hosts têm autonomia para definir sua programação própria de hospedagem. Por meio do painel de configurações do aplicativo é possível ligar e desligar o nó, além de determinar o poder de processamento desejado para contribuição.

Já o usuário, para fazer parte, basta se conectar à rede Substratum. A partir então será direcionado pelo protocolo da rede. Usando dados fornecidos pelo usuário, a rede o conecta ao nó mais próximo.

Empresas e corporações

Empresas e corporações podem usar a rede para hospedar aplicativos, sites e bancos de dados. Dessa forma, a Substratum aparece como alternativa à grandes Hosts como Amazon, Go Daddy e outros. Para hospedar seu conteúdo na rede, as instituições devem pagar os Hosts de rede pela quantidade de tráfego seus nós acomodam.

Além de hospedar seus conteúdos, esses usuários podem ainda implementar a função CryptoPay da plataforma Substratum, que permite que sites aplicativos realizem pagamentos de mercadorias e serviços usando qualquer ativo de criptomoedas negociado de forma aberta no mercado.

Token Substratum (SUB)

Em sua totalidade, foram fornecidos 472 milhões de tokens SUB, dos quais estão em circulação 383.021.000.

O token lançado no mercado ao final do ano passado assumiu uma tendência de alta em dezembro. No início de janeiro deste ano, portanto, seu valor atingiu o pico mais alto, chegando ao patamar de US$ 3,11.

Contudo, como a maioria dos altcoins, desde então o valor iniciou uma trajetória de queda. Do seu ponto mais alto até o momento dessa redação o valor caiu cerca de 93%, estando cotado em US$ 0,223520, segundo o CoinMarketCap.

O maior volume de negociação do SUB é concentrado pela Binance, mas é possível visualizar uma lista mais completa sobre o mercado clicando no link: https://coinmarketcap.com/pt-br/currencies/substratum/#markets

Para mais informações sobre a plataforma Substratum acesse o site: https://substratum.net/

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment