Projeto de criptografia fraudulento foi interrompido na Suíça

Com pungente suporte do parlamento suíço, Ulrich “Ueli” Maurer começou a servir como presidente do país. O mais interessante disso tudo é que, ao que tudo indica, ele é extremamente a favor das criptomoedas.

Uma das questões dentro do setor das criptomoedas é a regulamentação, já que os países tendem a ter atitudes diferentes em relação ao setor. Há alguns países, como a China, que estão tentando reprimir criptomoedas em geral, enquanto outros países, como Malta, pretendem ser um centro de inovação de blockchain.

Da mesma forma, há todo tipo de políticos diferentes que veem o espaço de maneira diferente também. Existem alguns políticos que acreditam que o espaço de blockchain vai revolucionar o mundo, e há outros que acreditam que no momento, o setor criptomonetário não está regulado o suficiente para proteger os consumidores.

Independentemente disso, a comunidade criptomonetária teve uma grande vitória hoje: um político amigo de criptomoedas acaba de se tornar o presidente da Confederação Suíça, depois de ter sido eleito para o cargo no dia 5 de dezembro do ano passado.

Sobre Maurer

Para aqueles que não sabem, a Suíça tem um Conselho Federal composto de sete membros e o papel executivo é revezado entre os membros. No momento, este papel é desempenhado por Ulrich “Ueli” Maurer, que foi eleito no dia 5 de dezembro por esmagadora maioria (201 dos 209 votos dos membros). Maurer é um contador de 68 anos.

Maurer é o ex-ministro das finanças, e tem apoiado a legislação que parece entender que a blockchain tem que ser reconhecida como uma tecnologia “potencialmente revolucionária” em relação a vários setores.

Sobre a Suíça

Não deveria ser surpreendente que Maurer seja um apoiador de criptomoedas, considerando que ele costumava ser o ministro das finanças da Suíça, um país que está claramente aberto à blockchain e às criptomoedas. O cantão Zug, na Suíça, já é conhecido como “vale criptomonetário”, um nome inventado por analogia com o “Vale do Silício” na Califórnia, a área mais importante do mundo em relação às empresas de tecnologia. Essa região foi noticiada por nós várias vezes e está constantemente nas manchetes relacionadas às criptomoedas.

Maurer parecia entender que, embora a Suíça estivesse certamente se tornando um destino para startups de blockchain, havia definitivamente competição. No início do ano passado, ele convidou banqueiros e reguladores para discutir o espaço criptomonetário. A Swiss Bankers Association (SBA) formou então um grupo, e alguns bancos suíços aceitaram clientes relacionados à criptomoeda, o que é um sinal do poder, persuasão e influência de Maurer.