Tesouro dos EUA pede a reguladores globais que se unam à luta contra fraude criptomonetária

Um membro do Conselho de Governadores da Reserva Federal (FRS), Lael Brainard, chamou o Bitcoin e outras criptomoedas de "extremamente voláteis", mas deixou claro que essa nova classe de ativos não representa uma ameaça à estabilidade da economia americana.

Publicado em 5 de dezembro de 2018 por

A vice-secretária do Tesouro dos Estados Unidos para Inteligência Financeira e Terrorismo, Sigal Mandelker, pediu aos reguladores de todos os países que sigam o exemplo das autoridades americanas e desenvolvam medidas para combater o crime usando criptomoedas. Isso foi relatado pela CoinDesk.

A funcionária observou que os reguladores dos EUA controlam as atividades financeiras não apenas das empresas de criptomoeda, mas também lidam com criminosos individualmente.

“Consideramos essa questão uma prioridade em nosso trabalho internacional, inclusive para o Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro (GAFI)”, afirmou Sigal Mandelker.

Ela acrescentou que os provedores de serviços baseados em ativos digitais precisam tomar medidas que ajudem a evitar fraude e crimes usando criptomoedas. Em particular, uma das medidas é não fornecer serviços a países que estejam na lista de sanções.

“As instituições financeiras devem organizar suas operações de forma a eliminar os riscos de cumplicidade com esses intrusos”, salientou Sigal Mandelker.

Vale ressaltar que uma ideia semelhante foi expressa pela chefa do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde.

“Novas ideias, como criptomoedas, podem ser usadas por cibercriminosos para direcionar fluxos financeiros para atividades ilegais no mundo inteiro. Este não é um problema de uma nação ou de um governo. Isso só pode ser resolvido através da cooperação internacional”, expressou ela.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment