Token BNB cresce em mais de 25% após anúncio de lançamento de Blockchain da Binance

O chefe da maior corretora criptomonetária Binance, Changpeng Zhao, disse que no início do próximo ano sua empresa apresentará uma versão beta pública de uma plataforma descentralizada de negociação. 

Publicado em 5 de dezembro de 2018 por

O BNB, token nativo da Binance, demonstrou nesta terça-feira, dia 4 de dezembro, um rápido crescimento depois que Changpeng Zhao, o presidente da empresa, anunciou o iminente lançamento de sua própria plataforma de Blockchain, a chamada Binance Chain.      

Ele fez a declaração correspondente durante a conferência “Decrypting Blockchain for Business”, organizada pela revista Forbes Asia.

Vale ressaltar que as palavras de Zhao sobre o próximo lançamento da Binance Chain não foram divulgadas no relatório sobre a conferência que reuniu muitos grandes investidores asiáticos, sendo, no entanto, postadas por Michael del Castillo, autor do material, em seu Twitter:

“Muito em breve, em cerca de dois meses, lançaremos a Binance Chain, e você será capaz de emitir tokens nela… Eu acho que haverá milhões de moedas e milhares de Blockchain”, escreveu del Castillo.

O fato de que a Binance esteva trabalhando em sua própria Blockchain pública, tornou-se conhecido em março deste ano. A plataforma informou também que uma corretora descentralizada seria criada na Binance Chain – em agosto, Changpeng Zhao mostrou uma versão demo da futura corretora descentralizada da Binance.

Seja como for, o discurso do chefe da Binance levou a um acentuado aumento no token BNB, cujo preço subiu acima de US$6,30 em poucas horas, demonstrando um aumento de mais de 25% – um dia atrás, o token estava sendo negociado a US$5,04. Outro fato que chama a atenção é o notável aumento no preço do token em relação ao BTC.  

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment