Token de filme de terror uma nova forma de investir

Braid, um thriller de terror poderá ser o primeiro filme financiado através de uma crowdsale. O filme de terror psicológico anunciou uma associação com o estúdio de inovação Blockchain ConsenSys.

Publicado em 10 de junho de 2017 por

Braid, um thriller de terror poderá ser o primeiro filme financiado através de uma crowdsale. O filme de terror psicológico anunciou uma associação com o estúdio de inovação Blockchain ConsenSys. Eles usarão a plataforma WeiFund para conseguir o capital necessário para a produção do filme.

É de conhecimento geral que quando um filme é patrocinado por grandes investidores de Hollywood, esses se tornam praticamente donos do projeto e muitas vezes mudam o roteiro original de acordo com seus interesses.

Publicidade

Publicidade

Em alguns casos, as mudanças são tão profundas que o filme perde totalmente sua essência. Em algumas ocasiões eles simplesmente tiram ou limitam o poder de criação dos autores do filme, o que também não permite aos escritores criarem livremente sobre seu roteiro.

Outra forma de produção que já existe é a crowdfunding, como a Kickstarter e a Indiegogo, onde os cineastas podem receber doações das pessoas, porem esse sistema parece muito justo, todo o dinheiro investido pelas pessoas não gera um retorno real, e acaba não sendo um investimento comercial, se tornando somente um investimento sem retorno onde o máximo que você poderia ganhar seria uma camiseta, um banner do filme, algum bônus, uma caneca ou qualquer outro objeto, esse sistema não permite que esses pequenos investidores tenham participação no lucro que fica do forma integral para o dono do filme.

Agora, imagine que você invista em um filme, e ele gere milhares de dólares em lucros, mas você não tem direito a esse lucro, você só gastou seu dinheiro atoa.

Publicidade

Publicidade

Pensando pelo ponto de vista do investidor, está surgindo aqui uma terceira opção, que além de manter o controle sobre o roteiro nas mãos dos criadores do filme também pode render lucros a seus investidores.

A crowdsale do Braid é a primeira tentativa real de ajudar esses dois seguimentos a se encontrarem e firmarem um contrato entre si, eliminando em alguns casos o famoso patrocinador de grande porte.

Assim, enquanto os criadores mantêm suas liberdades artísticas, os apoiantes podem se tornar os investidores e promotores do filme, ganhando uma participação dos lucros. Além disso, uma vez que Braid é um filme de terror, não precisa de um alto orçamento, pois o gênero se desenvolve em torno de situações emocionalmente intensas, não precisando de estrelas de cinema caras.

A sinopse do Braid diz:

“Braid é um thriller psicológico sobre duas meninas que se mudaram para Nova York para se tornarem artistas e se envolveram em atividades ilegais. Quando ficam sem dinheiro, elas decidem retornar à sua casa de infância para roubar sua amiga mais velha, que vive em um mundo de fantasia que elas criaram quando crianças. Para obter o dinheiro dela, as meninas têm que participar de seu jogo de faz de conta tortuoso, assumindo papeis dentro de um inferno psicodélicos cheio de castigos violentos e, eventualmente, assassinato”.  

Braid atraiu a atenção de inúmeras críticas e meios de comunicação populares e ganhou inúmeros prêmios, incluindo o Projeto IndieWire do Dia, uma Seleção Oficial para a Art Basel em 2015, um Finalista de Finanças da Academia 2016 e Top 50 para a Associação Internacional de Roteiristas.

A produção do Braid espera conseguir pelo menos de US$ 1,4 milhão e um máximo de US$ 2,1 milhões em Ethereum em troca de 30% dos lucros futuros do filme. Em primeiro lugar, 100% das receitas serão pagas aos detentores token até que seu investimento seja recuperado junto com uma taxa de juros de 15%.

Após atingir esse ponto, os lucros remanescentes do filme serão divididos 70/30, com 30% dos lucros líquidos distribuídos proporcionalmente aos detentores token. A campanha de crowdfunding começou no dia 7 de junho e termina no dia 17 do mesmo mês.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment